3 anos de prisão por links para conteúdos pirata

3 anos de prisão por links para conteúdos pirata

O Tribunal Distrital de Osaka condenou três administradores do site de links “Haruka Yume no Ato” por violação de direitos autorais na passada quinta-feira. Os três homens receberam três sentenças diferentes: três anos e seis meses, três anos e dois anos e quatro meses, todos sem sentenças suspensas.

Em outubro de 2017, nove departamentos de polícia no Japão trabalharam juntos e prenderam nove suspeitos por violar a Lei de Direitos Autorais no site “Haruka Yume no Ato”, um dos maiores sites do Japão que agregava e fornecia hiperlinks para sites piratas. Enquanto o site em si não era ilegal sob a lei atual, os operadores foram presos por distribuir os conteúdos pirata para os quais o site fornecia links. As editoras Kadokawa, Kodansha, Shueisha, Shogakukan, Square Enix e Hakusensha trabalharam juntas no caso.

A Associação de Direitos Autorais para Software de Computador estimou que o site “Haruka Yume no Ato” no momento da prisão causou 73,1 bilhões de ienes (cerca de 640 milhões de dólares) em danos por perda de vendas.