Ator de Fire Force, A3 e Osomatsu San acusado de violência doméstica

Aviso: este artigo contém descrições de violência doméstica, aborto e suicídio.

Ren Ozawa como Arthur Boyle em Fire Force
Ren Ozawa como Arthur Boyle em Fire Force

Ren Ozawa, o ator conhecido pelo seu papel no jogo mobile e anime A3! (Act! Addict! Actors!), e por participar nas peças de teatro de Fire Force e Osomatsu San, está agora envolto numa enorme polémica onde é acusado de violência doméstica.

A Yahoo Japan via Bunshun Online revelou que o popular ator japonês Ren Ozawa (29 anos) foi acusado de violência doméstica pela sua ex-namorada. Apelidada de “Menina A” nos relatórios para proteger a sua identidade, a ex-namorada de Ren Ozawa é mais jovem que ele e tinha 16 anos quando começaram a namorar. A Menina A namorou Ozawa por cinco anos e sofreu vários abusos. Mentalmente oprimida pelo abuso verbal e físico de Ozawa, a 28 de novembro, a Menina A, depois de escrever uma nota de suicídio, tentou tirar a própria vida no apartamento onde moraram. Ela foi salva por uma amiga que a seguiu.

Num aviso publicado a 14 de dezembro, a agência de Ren Ozawa explicou que todas as acusações levantadas pelo Bunshun foram verificadas após perguntar ao próprio Ozawa. Vendo a gravidade da situação, a agência rescindiu imediatamente o contrato. O clube de fãs oficial de Ren Ozawa também será fechado. A agência também apresentou as suas desculpas à vítima e aos fãs de Ren Ozawa. Por fim, a agência afirmou que se empenhará em orientar os seus artistas para que casos como este nunca aconteçam.

Os parentes e amigos da Menina A reuniram o seu testemunho e evidências, como registos das suas mensagens LINE com Ren Ozawa e fotos, e falaram sobre o caso ao Bunshun.


NOTA: O que se segue são descrições muito vividas do abuso, traduzidas do testemunho publicado pelo Bunshun.

Vendo a base de fãs incrivelmente grande de A3 e Ren Ozawa, é importante compartilhar a história da vítima para que a sua voz seja ouvida. Ou então os fãs ainda irão defendê-lo.

Os amigos e parentes da Meninaa A começaram por explicar que o primeiro problema que ela enfrentou foi o comportamento violento de Ren Ozawa durante os atos íntimos. Mas ela estava apaixonada por ele e fora disso era bem tratada. Ozawa prometeu que eles se casariam no futuro, e eles começaram a morar juntos em 2019 em Setagaya, Tóquio. No entanto, enquanto eles estavam a morar juntos, Ren Ozawa recusou-se a usar anticoncepcionais, e a Menina A ficou grávida em 2019. Ozawa começou então a abusala verbalmente, acusando-a de traição. Antes de visitar um obstetra, a Menina A disse a Ren Ozawa que abortaria, porque ela não queria prejudicar a sua reputação como ator com muitas fãs ao revelar que ele estava num relacionamento.

Os parentes da Menina A explicaram que, enquanto ela falava com a equipa do hospital, que esperava que ela se casasse em breve e que voltasse da próxima vez com o namorado, ela depois de ver o ultrassom decidiu parar o aborto. Ao voltar do hospital, a Menina A implorou a Ozawa, explicando que terminaria com ele para não o incomodar e criar o filho sozinha. No entanto, Ozawa começou a bater-lhe, especificamente no seu estômago, enquanto gritava sobre como ela precisava de abortar. A Menina A acabou por se submeter à operação de aborto em setembro de 2019.

A família e os amigos explicaram ainda que, depois desse ponto, a saúde mental da Menina A diminuiu gradualmente, devido ao remorso de abortar a criança, mas também devido ao abuso de Ren Ozawa, que piorou. Ele iria abusar dela mentalmente, dizendo-lhe para parar de fazê-lo sentir que ele é o culpado, e começou a abusar dela fisicamente sempre que eles tinham a menor discussão. No entanto, a Menina A, apanhada no relacionamento manipulador e abusivo, não teve coragem de romper com o seu primeiro namorado. Ela conseguiu fazer isso em agosto, depois de se sentir particularmente doente. Embora ela inicialmente acreditasse estar infectada com Covid-19, na verdade ela tinha uma doença uterina relacionada com a operação de aborto. Se ela apanhasse Covid-19 neste estado, ela estaria em grave perigo devido a complicações. No entanto, Ren Ozawa não mostrou absolutamente nenhuma consideração por ela, mesmo naquela situação. Foi quando ela percebeu que ele não se importava com ela e decidiu terminar o relacionamento.

Uma amiga da Menina A explicou que a partir do final de agosto de 2020, ela falaria com Ozawa sobre o término da relação, mas ele sempre reagia violentamente e batia-lhe, às vezes também no seu rosto. A 31 de agosto, um vizinho também chamou a polícia depois de ouvir a Menina A a ser abusada. Além disso, quando a Menina A se defendia, mesmo que um pouco arranhando-o, Ozawa tirava fotos com seu smartphone, dizendo que era a prova de que era ele quem estava a ser abusado. Depois de algum tempo, Ozawa também começou a agir como se estivesse com pena dela, desculpando-se e a tentar obter a sua simpatia.

Em setembro, a Menina A deixou o apartamento. No entanto, Ozawa continuou a tentar entrar em contacto com ela e conseguiu coagi-la a continuar a visitá-lo. Os seus amigos e parentes explicaram que depois de cinco anos neste relacionamento abusivo, a Menina A estava com medo do que Ozawa poderia fazer e não podia recusar. Quando eles se encontraram novamente, Ozawa estava com medo da verdade se tornar pública, e implorou à Menina A para não denunciá-lo, dizendo que ele deixaria de ser ator. Ozawa continuou manipulando a Menina A dessa maneira depois deles terminarem, e até lhe pediu que pensasse em que tipo de desculpa ele poderia dizer ao seu empresário para cancelar os seus shows. A Menina A também contou uma vez a uma amiga tudo o que aconteceu. Ozawa percebeu isso e tentou ficar com o seu smartphone à força. A sua amiga explicou que, naquela época, ele bateu na cabeça da Menina A e ela sofreu uma concussão e não conseguiu mover-se até ao dia seguinte.

A 28 de novembro de 2020, a Menina A foi chamada por Ozawa à sua casa, prometendo falar seriamente sobre o seu relacionamento. Quando ela chegou lá e entrou com a sua chave suplente, ele estava ausente. Ela ligou-lhe, e ele tinha saido com amigos, esquecendo-se do encontro marcado. Quando a Menina A apontou o seu comportamento horrível ao telefone, Ozawa ridicularizou-a e respondeu com calúnias relacionadas à saúde mental. Esse abuso foi o que a levou a tentar tirar a sua vida naquele dia. Ela escreveu uma nota de suicídio e quase morreu por suicídio. As suas amigas aperceberam-se que o seu comportamento era estranho, localizaram-na pelo telefone e conseguiram salvá-la.

Por fim, a Yahoo e o Bunshun, com a aprovação da vítima, publicaram a nota de suicídio que ela escreveu. Nela, ela explicou que não queria morrer, mas foi engravidada à força e foi obrigada a abortar à força, destruindo a sua vida de mulher. Ela culpou Ren Ozawa e pediu desculpas aos seus entes queridos.


 

Ren Ozawa interpreta Arthur Boyle na adaptação para peça de teatro do mangá Fire Force (En En no Shouboutai) de Atsushi Ohkubo (Soul Eater). Desde outubro deste ano ele marca também presença numa série live-action Kyouen NG na TV Tokyo.

O drama conta a história de um ator e atriz que nunca tiveram de atuar juntos devido a uma certa lenda urbana. O episódio final de Kyouen NG, que iria ter a presença de Ren Ozawa, deveria ser exibido a 14 de dezembro, mas foi cancelado devido a estes eventos.

Para os fãs de anime Ren Ozawa é conhecido por emprestar a sua voz a Kazunari Miyoshi em A3.

A3! foi lançado em janeiro de 2017 e logo no seu primeiro mês conseguiu mais de 2 milhões de downloads. Atualmente com mais de 5 milhões de downloads, o jogo também esteve duas vezes em 2º lugar no Japão para dispositivos iOS.

O jogo apresenta quatro grupos de atores masculinos, cada um relacionado com uma determinada temporada. Os jogadores assumem o papel do produtor e são responsáveis por treinar as habilidades de desempenho do seu grupo.

Uma vez que a agência de Ren Ozawa já deu por terminado o seu contrato, é provável que todos os seus papéis no palco sejam reformulados rapidamente. A Liber Entertainment, a empresa por trás de A3, deve publicar em breve uma declaração sobre Ozawa a ser substituído como a voz de Kazunari Miyoshi.

FONTEYahoo Japan
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.