Destaques “Seisaku” da Semana #3

Destaques “Seisaku” da Semana #3

O quadro “Destaques Seisaku” está de volta, e estas últimas semanas têm tido bastantes episódios com boa execução técnica e artística recheados de bons momentos de animação. Entre os destaques estão Fire Force S2, Sword Art Online: Alicization War of Underworld Pt.2, The God of High School e muito mais.


Sword Art Online: Alicization
War of Underworld Parte 2

Eu tinha dito no artigo anterior que apesar do episódio ter sido rico em cenas de ação o nível de polimento dos desenhos não estava como o habitual devido a um staff deveras económico e mais inexperiente. Já este episódio #08 ficou marcado por exatamente contrário, desde logo com Masakazu Obara (Accel World) na direção, Ken Ōtsuka (Dragon Ball Super) nos storyboards e o regresso de Yoshihiro Kanno como supervisor e animador de ação. Não só esses nomes mas também outros várias aparições de grandes animadores marcaram este episódio, começando pelo lendário animador Kou Yoshinari que animou a cena final da luta de Kirito demonstrando toda a sua habilidade única de recriar efeitos muitas vezes confundidos com 3DCG pela sua extrema similaridade.

O animador digital Sou Miyazaki também não se deixou ficar, a sua incrível cena repleta de efeitos incríveis foi também sem dúvida um dos grandes destaques do episódio. Cena essa que provou mais uma vez o quão importante é ter uma boa composição de imagem, o responsável é nada mais nada menos que o diretor de fotografia Kentaro Waki que nos abençoou com o seu belo trabalho de composição. 

E é claro que não podia deixar de falar sobre o animador ace desta produção que é o Yoshihiro Kanno, a sua cena só peca por ser muito curta, de resto mais do mesmo ao que ele nos tem habituado. Uma sequência de ação a um ritmo frenético com uma coreografia extremamente dinâmica e efeitos espetaculares.

Podem não ser da mesma opinião, mas sem dúvida a minha cena preferida do episódio tem de ser esta sequência animada por “Tokoya” que engloba todos os aspetos que me fizeram gostar e querer aprender mais sobre animação. Algo que é uma constante dificuldade para os animadores e “trabalhoso” para atingir, desenhar os movimentos dos personagens de tal maneira fluída e expressiva que mesmo sem áudio ou legendas os espectadores conseguem perceber o que as personagens sentem e o peso dos seus atos.
A forma como Kirito vai lentamente caindo em desespero até que se ajoelha destroçado em choro é excepcionalmente bem executado.

No mesmo seguimento, esta cena animada por Ayaka Minoshima demonstra tudo o que referi anteriormente. Esta cena não inclui qualquer tipo de fala ou audio vindo dos personagens, mesmo assim podemos claramente sentir pelas suas poses, expressões e movimentos, a pesada sensação de derrota e tristeza que decai sobre eles.

No pós clímax este episódio 10 apesar de não ter vários momentos de destaque, ficou marcado por uma supervisão de animação bastante boa em grande parte de devendo à supervisora de animação geral Yumiko Yamamoto.

O grande destaque no que se refere à animação foi por Tetsuya Masuda, nesta cena de Alice com um caminhar um tanto “exagerado”, propositalmente, exuberando fluidez nos seus movimentos.


Fire Force S2

Em Fire Force a produção não parece abrandar nas suas demonstrações de qualidade, este episódio reunião maior parte dos animadores de ação com aparição mais regular até agora na série. Falar em animadores de ação regulares e não falar de Kazuhiro Miwa parece ser uma missão impossível, sendo mais uma vez Miwa entregou uma cena fantástica, com os seus borrões e efeitos únicos além de desenhos incrivelmente detalhados.

Para mim ainda é meio que um mistério como um animador com tão pouca experiência e que até à nem tanto tempo estava a fazer animação intermediária em Cells at Work! foi promovido a animador-chave e no mesmo ano apareceu tão repentinamente em Fire Force e promovido a um dos animadores principais nesta segunda temporada e demonstrar um talento incrível como o está a fazer. Yasuto hirohara não ter tanta experiência mas o talento que está a mostrar com os seus desenhos tão cedo na carreira é absolutamente absurdo.

Animação por Shuu Sugita:

Mesmo em um episódio com a absência de cenas de ação, Fire Force mostra que é uma produção verdadeiramente abençoada em todos os aspetos. Com uma direção excelente de Jun’ichirō Hashiguchi e ainda melhor storyboards do veterano Katsumi Terahigashi, este episódio #11 com foco no enredo não foi de todo menos agradável de ver por não ter o habitual frenesim que a série nos tem habituado desde o início.


The God of High School

Mais um episódio de The God of High School mais uma semana que vou ter de falar sobre Sunghoo Park, se o episódio 9 foi rico em ação então este 10º episódio foi uma loucura. Pode parecer mentira mas além de Park ter sido o storyboarder e diretor do episódio, também animou grande parte e corrigiu várias cenas de outros animadores. Park já tinha mencionado anteriormente em uma entrevista como ele pretendia fazer um uso mais frequente da tecnologia de captura de movimentos mais frequentemente, e neste episódio o seu uso foi claramente evidente.

Esta cena de atuação por Park é igualmente, senão até mais impressionante, desde os movimentos fluidos aos detalhes minuciosamente desenhados como a roupa e o cabelo dos personagens.

É um absurdo no entanto uma das poucas excepções de cenas de ação que aparentemente não foram tocadas por Park é esta sequência espetacular de um animador digital igualmente monstruoso, Keiichiro Watanabe.


Kanojo, Okarishimasu

Se algum dia se perguntaram “será que os animadores podem escolher as cenas que animam”, a resposta é sim, além é sempre esse o caso. Por isso, existem animadores especializados em apenas efeitos, outros mais animação de personagens, ação, mecha, e temos outra categoria de animadores que (não diria especialistas) mas digamos que se houver a oportunidade eles com todo o prazer escolhem animar cenas “echii”. Esse é o caso de Yousuke Murata que animou parte desta secção mais “echii” do episódio 9. Se não acreditam, posso vos revelar que ele também animou algumas cenas em Hxeros nesta temporada… Brincadeiras à parte, foram cenas claramente bem executadas com boa animação de atuação de personagens expressiva e fluída.

Animador desconhecido:

Como não podia deixar de ser, aqui estão algumas correções de desenhos de Kanna Hirayama (designer de personagens):


Houkago Teibou Nisshi

Falando de Kanna Hirayama, fica aqui esta muito bem animada cena do 10º episódio em que Hirayama participou como supervisora de animação. (Não sei bem como arranjou tempo para participar em outro anime)


Uzaki-chan wa Asobitai!

No  episódio 10 de Uzaki-chan, esta cena expressiva e fluída de animação de personagens desenhada por Ryuuki Hashimoto foi sem dúvida um dos destaques da semana. 


Digimon Adventure (2020)

Ryo Onishi continuando a sua saga de digi-transformações desta vez no episódio 13 com a transformação de ‘WereGarurumon‘.

O também veterano animador da Toei Animation, Naoki Tate esteve presente no episódio 14 para animar esta excelente cena de ação com belos efeitos.

Animação por Junpei ogawa (Episódio #15):

Com o episódio 15 também veio um novo encerramento da série em que o que não faltou foram sequências com excelente.

Animação por Atsushi Nikaido e Yukihiro Kitano:

Animação por Takeru Shinozuka:


Shigeyasu Yamauchi

One Piece

O episódio 939 de One Piece marcou o regresso do veterano diretor da Toei Animation Shigeyasu Yamauchi à franquia após de ter dirigido o episódio 167 à cerca de 17 anos atrás. Desta vez Yamauchi apenas desenhou os storyboards, no entanto, a sua influência na direção e atmosfera do episódio foi grande.