Diretor anime: “Temporada anime de julho parece impossível a este ritmo”

Temporada anime de Verão em Risco para muitos animes segundo diretor

Diretor anime: "Temporada anime de julho parece impossível a este ritmo"

O animador e diretor Eiichi Kuboyama (animação chave de Blood+, Boruto, The Quintessential Quintuplets, Squid Girl, Persona 4) comentou no seu twitter os efeitos que o surto de Covid-19 (novo coronavírus) e a declaração do estado de emergência em Tóquio vão ter sobre a produção da nova temporada anime que vai começar em julho de 2020. Afinal, grande parte dos estúdios de animação estão localizados em Tóquio.

Com muitas séries anime desta temporada a serem adiadas e um futuro incerto para a Temporada Anime de Verão 2020 ele escreveu:

Pode haver uma impressão de que o anime está a parar devido aos seiyuu (atores de voz) ou algo assim, mas isso está errado. Honestamente, mesmo se os estúdios de animação fossem bloqueados, não teria uma influência enorme, mas se os estúdios de composição (fotografia) forem bloqueados, vários títulos terão que ser interrompidos. Além disso, existem animes que foram adiados de abril para julho, mas, neste ritmo, julho parece sem esperança também. É assim que é.

Lembramos que de abril para julho foram adiados os animes Oregairu 3, IDOLiSH7 Second Beat!, No Guns Life, o cour final de Sword Art Online: Alicization War of Underworld, Re:Zero 2 e Didn’t I Say to Make My Abilities Average in the Next Life?! (Watashi, Nouryoku wa Heikinchi dette Itta yo ne!).

Os “estúdios de fotografia / composição” sobre os quais Kuboyama fala são geralmente a última linha da produção física de anime, onde a arte desenhada é digitalizada num computador para ser limpa e montada em animação. Alguns estúdios, dependendo do fluxo de trabalho, desenham toda a animação digitalmente, portanto não há digitalização envolvida, mas para muitos estúdios, os animes ainda são desenhados em papel e precisam de ser digitalizados num scanner especializado. Embora seja fácil levar papel e canetas para casa, um scanner gigante não é.

Embora alguns estúdios de anime façam este trabalho internamente, outros terceirizam para diferentes empresas que possuem equipamentos especializados.

Quando questionado mais sobre os seiyuu, especificamente sobre como colocar atores individualmente num estúdio – uma prática incomum – ou gravar em casa, Kuboyama respondeu.

Se tentarem isso, terão que desinfetar a cabine de gravação para cada seiyuu, e também é perigoso porque o diretor e o diretor de som precisam ficar lá o tempo todo. Eu sinto que se eles trabalhassem em casa, a qualidade do som seria má.