Dragon Ball Z estreou na TV japonesa há 32 anos

Fazem hoje 32 anos que estreou nas TVs japonesas Dragon Ball Z, uma série anime que veio conquistar o mundo.

Exibida de 26 de abril de 1989 a 31 de janeiro de 1996, Dragon Ball Z é formada por 291 episódios e adapta os volumes 17 a 42 do mangá de Akira Toriyama. Já o seu antecessor,  Dragon Ball estreou a 26 de fevereiro de 1986 tendo terminado com 153 episódios a 19 de abril de 1989.

Em Dragon Ball Z tivemos 4 grandes arcos:

Saga Sayajin

Cinco anos depois do final da série anterior, Son Goku já é adulto e tem o seu filho Son Gohan, fruto do seu casamento com Chi-Chi. Um homem desconhecido chamado Raditz, chega à Terra numa nave espacial e encontra Goku, contando que é o seu irmão mais velho e que o seu verdadeiro nome é Kakaroto, informando também que os dois são membros de uma raça guerreira quase extinta chamada Saiyajin. Os saiyajins enviaram Goku para a Terra para conquistar o planeta, mas ao cair de um penhasco e bater a cabeça numa rocha ele esqueceu-se da sua missão. Ao negar ajudar Raditz, este sequestra Gohan. Goku decide formar uma aliança com Piccolo para derrotar Raditz e salvar o seu filho, sacrificando a sua vida no processo. Morto, Goku treina com o Senhor Kaioh até ser ressuscitado pelas esferas do dragão um ano depois para salvar a Terra, e surgem dois saiyajins ainda mais fortes que Raditz: Nappa e Vegeta, o príncipe dos saiyajins.

Durante a batalha, Piccolo é morto, juntamente com os amigos de Goku, Yamcha, Tenshinhan e Chaos e as esferas do dragão deixam de existir devido à morte de Piccolo (já que com ele morto, Kami-Sama também morre. Goku chega ao campo de batalha atrasado, mas vinga os seus amigos caídos ao derrotar Nappa com o seu novo nível de poder. Vegeta trava uma batalha com Goku, e depois de vários confrontos, Goku consegue vencê-lo com a ajuda de Gohan e os seus amigos, Kuririn e Yajirobe. A pedido de Goku, Kuririn poupa a vida de Vegeta e deixa-o escapar da Terra.

Saga Freeza

Durante a batalha, Kuririn ouve Vegeta mencionar a origem de Piccolo, e das esferas do dragão do planeta Namekusei, lar dos namekuseijins como Piccolo. Enquanto Goku recupera, Gohan, Kuririn e Bulma, vão para Namekusei usar essas esferas do dragão para ressuscitar os seus amigos mortos. No entanto, eles descobrem que o imperador do universo, Freeza, também está à procura das esferas para obter a vida eterna. Logo depois, Vegeta também vai para Namekusei procurar as esferas por conta própria, o que resulta em várias batalhas entre os membros do exército de Freeza. Percebendo que está em desvantagem, Vegeta junta-se a Gohan e Kuririn para lutar contra a Forças Especiais Ginyu, um grupo de mercenários contratados por Freeza. Quando Goku finalmente chega em Namekusei, trava uma batalha árdua contra Freeza, que chega ao fim quando Goku se transforma no lendário Super Saiyajin após ver a morte do seu melhor amigo.

Saga Androides e Cell

Um ano depois de regressar à Terra, Goku encontra um viajante do tempo chamado Trunks, o futuro filho de Bulma e Vegeta. Trunks mata Freeza vindo à Terra como um ciborgue em busca de vingança. Trunks adverte aos Guerreiros Z que um grupo de andróides criados por um cientista louco chamado Dr. Gero aparecerá três anos depois à procura de vingança contra Goku por destruir o Exército Red Ribbon quando ele era criança. Durante este período, uma forma de vida maliciosa chamada Cell emerge e, depois de absorver os androides 17 e 18 para alcançar a sua “forma perfeita”. Depois de Goku sacrificar a sua vida pela segunda vez, Gohan vinga o seu pai ao derrotar a Cell depois de alcançar o segundo nível de Super Sayajin.

Saga Majin Boo

Sete anos depois, Goku é ressuscitado por um dia para permitir que ele participasse na nova edição do torneio de artes marciais. Ele é arrastado para uma batalha com os seus amigos contra um ser maléfico chamado Majin Boo. Após inúmeras batalhas que levam à destruição e a recriação da Terra, Goku (cuja vida é permanentemente restaurada pelo Supremo Senhor Kaio) destrói Boo com um Genkidama que contém a energia de toda a Terra.

Tivemos depois 64 episódios de Dragon Ball GT de 7 de fevereiro de 1996 a 19 de novembro de 1997 e bem mais mais tarde Dragon Ball Super, com os seus 131 episódios de 5 de julho de 2015 a 25 de março de 2018.

Mais recentemente tivemos o filme anime Dragon Ball Super: Broly que estreou nos cinemas portugueses.

Subscreve
Notify of
guest

7 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Bruno Reis
26 , Abril , 2021 5:55

Mais do que uma série, Dragon Ball Z foi responsável por definir a pop culture no mundo.

Não só estabeleceu a régua de medição para os shounens, como foi o percursor do movimento manga em todo o mundo, e inspirou mangakas a produzir séries como One Piece, Nanatsu no Taizai, Fairy Tail e muitas mais. É preciso salientar que Dragon Ball Z chegou até nós quando as séries de animação eram vistas como entretenimento infantil, e através das suas lutas fantásticas e intermináveis contra ameaças crescentes conseguiu cativar quer miúdos como graúdos.

Em Portugal, o país literalmente parava para assistir, trabalhadores faziam pactos com patrões e alunos com professores, e todo o país às 10:30 ou 17:30 se reunia religiosamente diante de um televisor CRT para vibrar como se estivesse a assistir a um evento desportivo. Aliás, Dragon Ball na sua totalidade foi uma das raras séries que conseguiu unir pessoas, independentemente de étnicas, classes ou estatutos sociais. No México o último episódio de Dragon Ball Super foi exibido ao vivo nas ruas, e quase deu origem a um incidente internacional.

Fora do seu espaço Dragon Ball Z, continua a contribuir em diversas áreas da cultura alternativa, mesmo personalidades como Ronda Rousey, continuam abraçar os seus efeitos, e estes não cessam de surgir e persistir numa série de obras, dentro e fora deste mundo.

Não importa quanto tempo passe, Dragon Ball Z será sempre uma série recordada de tempos bem passados e de muita cumplicidade. Os gritos estridentes, batalhas frenéticas e olhares fixos durante minutos a fio continuam a conquistar pessoas de todas as idades mesmo passados 32 anos.

CF
CF
Reply to  Bruno Reis
26 , Abril , 2021 12:45

Ótimo texto 👏👏👏

Allen ペ ン ド ラ ゴ ン
Allen ペ ン ド ラ ゴ ン
Reply to  Bruno Reis
26 , Abril , 2021 9:23

Concordo, só ñ esqueça de Astro boy… Tirando isso, DB se comparar a “Copa do Mundo”, ninguém vai superar ele nisso!

King-senpai
King-senpai
Reply to  Bruno Reis
26 , Abril , 2021 8:52

Concordo totalmente. E ainda tem gente que faz pouco de Dragon Ball, dizendo ser apenas um “anime de lutinha”. A meu ver, uma luta precisa ser tão boa quanto a história por trás dela e o carisma dos lutadores envolvidos, e é algo que a saga do Toriyama-san tem de sobra.

Allen ペ ン ド ラ ゴ ン
Allen ペ ン ド ラ ゴ ン
Reply to  King-senpai
26 , Abril , 2021 9:30

Mas de fato só é um anime de lutinhas! Gosto demais tá obra(fez minha infância), mas ruim ou ñ essa é a vdd, até msm DBS só se mantém pela nostalgia q muitos tem pela obra…. e sim, Toriyama faz com perfeição os carismos dos seus personagens!

King-senpai
King-senpai
Reply to  Allen ペ ン ド ラ ゴ ン
26 , Abril , 2021 11:38

Cara, acho que DB transcende esse rótulo. A nível superficial, só as lutas importam (e são mesmo o principal componente da obra), mas existem tantas nuances na história, nos personagens, na construção de mundo… Toriyama não é um roteirista perfeito, mas dá para ver que ele não vai e simplesmente defeca um enredo ali. Existe pensamento e lógica pras coisas (tanto é que os roteiristas da Toei e o Toyotaro não têm o mesmo brilhantismo escrevendo, a meu ver).

Nuno Alves
Nuno Alves
30 , Abril , 2021 4:32

Bons velhos tempos!!!