Entrevista ao diretor de Mob Psycho 100

A Crunchyroll teve recentemente a oportunidade de entrevistar o diretor do anime Mob Psycho 100, nesta entrevista Yuzuru Tachikawa falou sobre a adaptação da obra do mangaka ONE, também sobre a incrível animação desta segunda temporada que tem impressionado e maravilhado os fãs do anime e de animação no geral, tal como algumas cenas chaves desta última adaptação e também a vez que foi chamado ao escritório do presidente do estúdio Bones…?

Yuzuru Tachikawa, diretor de Mob Psycho 100, tal como o designer de personagens Yoshimichi Kameda e o seiyuu de Mob, Setsuo Ito, ambos irão estar no evento da CrunchyrollCrunchyroll Expo 2019” em agosto(30) -setembro(1).


Entrevista ao diretor de Mob Psycho 100

Crunchyroll: Como é trabalhar com ONE? Que tipo de conselhos ele deu para esta temporada?

Yuzuru Tachikawa: Nós tivemos um encontro com ONE em uma das reuniões para o enredo, e enquanto o enredo foi sendo escrito trocamos várias ideias com ele. ONE estava preocupado com vários aspetos da obra original (como o nome do clube de telepatia) e disse que queria fazer algumas alterações, mas penso que essas são as coisas que fazem Mob Psycho ser o que é, então nós deixamos tal como no original.

CR: Mob Psycho 100 tem uma animação impressionante, mas esta temporada foi ainda mais longe. Como o staff mantém tamanha consistência e qualidade de animação?

YT: Nós temos tanto animadores que estiveram na primeira temporada e também outros que a viram e que queriam participar também. Eu penso que desta vez, muitos animadores nos seus 20 e poucos anos estão a brilhar. A animação japonesa pode envolver muitas linhas e ser muito trabalhosa, mas existe muita liberdade em trabalhar em Mob Psycho, e é fácil trabalhar conosco, por isso nós temos muitos animadores a divertirem-se no trabalho. As cenas de ação são mais intensas que no mangá original e foram trazidas à vida. Nós fomos chamados ao escritório do presidente do estúdio (BONES) porque as nossas cenas de ação eram tão intensas. (lol)

CR: Ainda sobre a animação, parece que esta temporada teve um grande foco em demonstrar a emoções subtis das personagens através das suas expressões faciais. Isso foi uma grande prioridade?

YT: Tem muitos episódios emocionantes nesta temporada, então foi importante demonstrar visualmente como as personagens se sentiam. Ação é importante, mas mostrar como as personagens se sentem também. Não podemos as desenhar tão extravagantemente como nas cenas de ação. Os animadores tiveram que desenhar muito cuidadosamente essas cenas, foi trabalhoso para o staff.

Entrevista ao diretor de Mob Psycho 100

CR: Mob e Reigen tiveram ambos um grande desenvolvimento na segunda temporada. Sendo que Mob é normalmente uma personagem sem expressão, foi dificil retratar o seu crecimento emocional?

YT: Foi dificil. De uma perespetiva abrangente, pode até parecer que ele sorridente. Nós estamos sempre preocupados com pequenos aspetos como esse. Se ele soltar as suas expressões em demasia, pode ser que perca o que o faz ser o Mob. No final desta temporada, ele se torna completamente em um protagonista. Então, por favor aguardem com expectativa.

Entrevista ao diretor de Mob Psycho 100

CR: Reigen tornou-se uma personagem bastante popular para os fãs ocidentais, muitos deles dizem que se apaixonaram por ele! Esperava que o Reigen fosse visto como um jovem atraente e “cool” no ocidente?

YT: Não, nós não esperavamos isso. (lol) Ele era um pouco mais misterioso na primeira temporada, mas nós vemos mais como Reigen realmente é na segunda temporada, por isso eu acho que ele se tornará ainda mais apelativo. Foi muito divertido retratá-lo efrentanto ele próprio e aprendendo a seguir em frente.

CR: Como as cenas epicas de luta no arco Mogami, a segunda temporada teve muito mais aspetos sérios e intensos, ainda assim conseguiu manter a sua tolice e encanto.

Como você e staff equilibraram as tramas mais sombrias como os episódios de possessão de Keiji Mogami com os aspectos mais alegres da série?

YT: Essa é uma das melhores coisas da série original, então trabalhamos duro para manter isso. Há algumas partes que cortamos de cenas sérias porque elas podem ficar um pouco avassaladoras, mas tentamos ao máximo não cortar cenas de comédia. Nós mantemos isso em mente para a música também.

Entrevista ao diretor de Mob Psycho 100

CR: No final do episódio 5, depois que o espírito maligno deixa Minori, há uma sequência em que suas expressões faciais são meticulosamente animadas e mostram uma variedade de emoções, desde fingir um sorriso até desmoronar e chorar até dar um sorriso genuíno. Quanta atenção foi dada a esta cena em particular?

YT: Ela era originalmente o tipo de personagem que atacaria os outros para se proteger. Quando ela encontra Mob, isso começa a mudar. O tema da segunda temporada é “mudança”. Estamos descrevendo essas mudanças através dos desenhos. Queríamos trazer o fato de que as emoções dela estavam a mudar em tempo real para a vida.

CR: Apesar de que a maioria dos arcos desta temporada terem durado cerca de dois episódios, parece que todos eles têm tanto impacto quanto uma série completa e deixam os fãs a sentir-se satisfeitos. Quão difícil foi planear esses pequenos arcos e dar-lhes conclusões satisfatórias?

YT: O mangá foi composto como uma série semanal, então tivemos que mudar a composição para os episódios do anime para nos certificarmos de que combinássemos com o ritmo e a sensação da obra original. Enquanto decidirmos em que vamos nos concentrar, não é muito difícil, mas também não gosto de cortar partes. Enquanto tivermos tempo, estamos lutando com o ritmo no anime.

Entrevista ao diretor de Mob Psycho 100

CR: Por último mas não menos importante, você tem alguma mensagem para os fãs no exterior?

YT: Estamos cientes de que a legião de fãs no exterior tem vindo a crescer. Muito obrigado a todos. Estamos a nos concentrar em retratar o Mob Psycho 100 como uma história sobre juventude e corações emocionados, em vez de uma história sobre habilidades psíquicas, e achamos que esse tema é bastante universal. Queremos continuar a fazer algo em que não nos esqueçamos de ser nós mesmos e ainda podemos achá-lo divertido. A segunda metade da série vai ficar intensa, então espero que todos continuem ansiosos e apoiando a série.

O OtakuPT é um site internacional composto por elementos de várias nacionalidades dedicado a anime, mangá, videojogos e cultura POP.