Hashtag criada por brasileiros chama atenção do criador de Keep Your Hands Off Eizouken!

Desde sua estreia o anime Eizouken ni wa Te o Dasu na! (Keep Your Hands Off Eizouken!) caiu nas graças do publico do Brasil e o artista Kael Silva inciou uma corrente no dia sete de fevereiro com a hashtag #euzouken, onde o publico faz um autoretrato se baseando nas poses que as protagonistas do anime fazem na abertura da série. Rapidamente a hashtag ganhou popularidade nas redes sociais entre diversos artistas, que fizeram seus autoretratos em vários estilos de desenho.

Nesta terça-feira (11) o mangaka Sumito Ōwara, criador do manga Eizouken ni wa Te o Dasu na! (Keep Your Hands Off Eizouken!), se manifestou em seu Twitter para explicar para o publico japonês sobre o que significava a hashtag #euzouken e compartilhou diversas artes.

“No Brasil, parece que #euzouken virou uma hashtag popular para desenhar a si mesmo como um personagem de Keep Your Hands Off Eizouken!. “eu” significa “eu” em português.”

A adaptação para série anime do mangá Eizouken ni wa Te o Dasu na! (Keep Your Hands Off Eizouken!) possui animação do  e a direção é de  (Devilman crybaby, Ping Pong the Animation, Mind Game). O design de personagens é de Naoyuki Asano (Saint Young Men, Mr. Osomatsu) e a música é da responsabilidade de Oorutaichi (Kick-Heart, Lu over the wall).

O mangá segue Midori, Tsubame e Sayaka, um trio enérgico de meninas do primeiro ano do ensino médio que se reúnem no Eizouken (Clube de pesquisa de vídeo) para transformar os seus sonhos de anime em realidade. Midori está nervosa por criar um anime sozinha. Ela conhece Tsubame, que sonha ser uma animadora. A melhor amiga de Midori, Sayaka, tem o sentido financeiro de concretizar o projeto e une-se à dupla na sua missão.

Eizouken ni wa Te o Dasu na! (Keep Your Hands Off Eizouken!) começou a ser publicado na Gekkan! Spirits em 2016 e o 4º volume foi lançado a 10 de maio de 2019.

O mangá esteve em 2018 nomeado para um Manga Taisho Award e foi um dos vencedores do Bros. Comic Award em 2017. No Verão de 2020 o mangá vai inspirar um filme live-action.