Homem preso por vender mouse pads ilegais de Love Live!

No Japão, um funcionário de escritório de 37 anos foi preso sob suspeita de violação da Lei de Direitos Autorais ao vender mouse pads baseados em personagens populares da franquia Love Live! sem autorização desde 2020. A investigação subsequente confirmou que ele tinha mais de 400 unidades ilegais já disponíveis como stock para venda na sua casa.

As investigações indicam que o homem ganhou pelo menos dois milhões de ienes (mais de 17 mil dólares) em sites de leilão até ao momento da sua prisão. O homem acabou por admitir as acusações durante o interrogatório e admitiu que o fazia para obter lucros rápidos.

Subscreve
Notify of
guest
3 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Lindalberto Leal
Lindalberto Leal
4 , Novembro , 2021 15:19

Direitos autorais no Japão é complicado, porém não tenho opinião formada sobre quem usa de alguma franquia para produzir seus próprios itens não licenciados, porque por mais que seja tipificado como um crime eu não acho que a produção caseira desse itens chegue a interferir ou fazer falta na receita dessas empresas, ao menos não como sites de pirataria de mangás e animes, esses sim, prejudicam muito a receita das empresas, porque por mais que eles sejam úteis para distribuir diversas séries para países onde provavelmente nunca chegariam de maneira oficial, elas afetam muito o próprio mercado interno, porém acredito que o crescimento do streaming deve diluir isso ao longo dos anos, porque para mim não faz sentido alguém reclamar da falta de uma nova temporada de um anime que gosta se a pessoa o consumiu em sites piratas, sem gerar um único centavo para as produtoras.

Ronanfalcon
Ronanfalcon
Reply to  Lindalberto Leal
1 , Dezembro , 2021 20:36

Ambos os casos causam o mesmo tipo de dano ao detentor dos direitos autorais. Não sei com tu conseguiu citar justamente dois casos que são iguais, mas achando que são diferentes. Tu vai ter que rever isso ai.

Lindalberto Leal
Lindalberto Leal
Reply to  Ronanfalcon
1 , Dezembro , 2021 23:37

Depende, uma coisa é pirataria de animes e mangás na qual você está ilegalmente ganhando dinheiro em cima de um produto já pronto, outra coisa é a fabricação de itens que, em tese, dificilmente seriam produzidos de forma oficial pelos detentores dos direitos, porque eu não imagino a ASCII Media Works investindo numa produção de Mousepads para venda, recentemente uma mulher no Japão foi presa por vender bolos decorados de Kimetsu no Yaiba, você acha mesmo que a Shueisha montaria uma padaria para vender doces de animes? Quando eu digo que eu não tenho opinião formada e porque mesmo que tenha toda uma lei de diretos autorais, o pessoal comercializa algumas ideias e produtos que não fazem parte do escopo dos negócios das licenciantes, sendo que a renda que os caras tem com isso, não faz nenhuma falta ao bolso dessas empresas, justamente porque não há uma concorrência com os produtos que elas já comercializam, algo que é diferente dos animes e mangás, já que as opções piratas competem diretamente opções oficiais. No máximo deveriam negociar royalties em cima dos lucros dessas pessoas e não necessariamente prender nem processa-las