Jornal japonês afirma que a má contabilidade dos estúdios de animação é a razão por trás dos baixos salários dos animadores

O jornal online Tokyo Keizai publicou um artigo na quarta-feira sobre os efeitos do COVID-19 na indústria japonesa de anime e usando citações de um membro anónimo da indústria aponta para uma das causas dos baixos salários dos animadores.

Segundo a fonte citada no artigo, muitas empresas de produção de anime têm pouca habilidade a lidar com as finanças:

Muitos gerentes não conseguem ler o balanço, não conseguem rastrear o dinheiro que entra e sai da empresa, não entendem a importância das reservas internas e só se preocupam em viver de salário em salário. Portanto, quando ficam sem dinheiro, aceitam trabalhar num novo projeto anime para receber o pagamento adiantado, sabendo o tempo todo que o trabalho está além da capacidade do estúdio, e então deparam-se com problemas na produção e o local de trabalho acaba em ruínas. A raiz das questões trabalhistas na indústria anime decorre da falta de capacidade dos gerentes para planear com antecedência e melhorar as finanças.

Nenhuma empresa de produção de anime declarou falência devido ao COVID-19, mas, segundo a fonte, é apenas uma questão de tempo, dado que aproximadamente 40% das empresas estão no vermelho. Atualmente, os estúdios anime estão a trabalhar em projetos planeados há cerca de 2 / 3 anos, mas quando os comités de produção começarem a sentir os resultados das perdas nas bilheteiras, eventos anime cancelados e outras formas de receita, menos projetos anime receberão financiamento no futuro. Sob o sistema do comité de produção, um grupo de empresas une-se para financiar um anime para assim reduzir o risco financeiro, mas isso também significa que os estúdios anime em dificuldades não podem investir nas suas próprias propriedades e devem agir de acordo com as demandas do comité de produção.

Como exemplo de um estúdio encarregado das suas próprias finanças, o artigo mostra o Studio Khara, que foi fundado pelo criador do Evangelion, Hideaki Anno. Ao criar o estúdio, Anno familiarizou-se com a contabilidade e conseguiu investir 100% do capital próprio da empresa nos filmes Rebuild of Evangelion. No entanto, é raro encontrar pessoas com espírito criativo que também sejam hábeis em lidar com questões de negócios.

Outra questão apontada pelo artigo é a importância dos programas de team building e treino. O artigo argumentava que as qualidades envolvidas na criação de um hit são intangíveis e não podem ser discernidas através do histórico de uma equipa, mostrando (The Place Promised in Our Early Days, 5 Centimeters per Second, Tenki no Ko) como um exemplo de uma pessoa que criou um hit sem precedentes que não poderia ter sido previsto através dos números. No entanto, ele passou anos a construir uma equipe e a desenvolver uma cultura de trabalho que lhe permitiu criar um anime de sucesso. Isso faz com que programas de treino robustos sejam um investimento essencial.

Ao mesmo tempo, esses programas são difíceis de implementar em larga escala devido às dificuldades financeiras. Para estúdios em dificuldades, isso pode resultar num ciclo de feedback negativo, onde produzem um trabalho de baixa qualidade do qual não resulta um sucesso para o comité de produção e, portanto, não estão em posição de pedir mais fundos da próxima vez, o que, por sua vez, afeta a qualidade do trabalho. Devido ao envelhecimento da força de trabalho da indústria (de acordo com uma pesquisa da JAniCA de 2019, 16,5% dos entrevistados trabalhavam na indústria há mais de 30 anos), a qualidade do anime provavelmente diminuirá a longo prazo, a menos que programas de treino abrangentes sejam implementados.

A indústria anime não é tão má assim, e é por isso que a fonte espera uma melhor gestão financeira dos estúdios no futuro:

Há muitas pessoas que se concentram apenas no excesso de trabalho e nos problemas de produção, mas acho que a indústria anime é uma boa indústria. Há um forte senso de que todos estão a trabalhar para alcançar uma meta. Acho que isso é a maior diferença de empresas num campo diferente. A indústria anime está cheia de prazos rígidos e o salário é baixo. Mas as pessoas que trabalham e que tipo de satisfação obtêm são importantes para você como ser humano. É algo que eu percebi novamente com a situação do coronavírus.