Minha análise: Ao no Exorcist ♕

 

Ao-no-Exorcist..

 Esta semana traga-vos um anime bastante conhecido, que penso ser muito bom e tenho quase certeza que todos gostam.

 Os géneros que mais se vêem neste anime, é sem duvida, sobrenatural/fantasia, mas claro, no meio de isto tudo, também não pode faltar a ação e aventura.

 

  • Geral:

dimensões

   é feito com a ideia de duas dimensões. A dimensão “Assiah” e a  “Gehenna”, onde a personagem principal terá que conviver com ambas por ser o filho de Satan.

 Começo por dizer que o anime é bastante diferente dos outros animes que eu estou abituada a ver, mas não me desapontou, pelo contrario ate, por ser assim, diferente, acabei por velo ate ao fim, mudando um pouco o meu campo de visão quanto aos animes.

 Na minha opinião, o anime consegue facilmente viciar-nos, porque chega a algumas partes onde pensamos que já vai acabar e acontece sempre alguma coisa que nos faz ficar de novo com atenção, pode ate ser a coisa mais pequena de história toda, mas consegue fazê-lo, pois essa pequena coisa encaixa-se perfeitamente no anime.

arde2

 O inicio do anime é bastante estranho, mas no bom sentido, gosto especialmente quando ele pega fogo (e da cor das chamas), mas também do seguimento da história a seguir a isso, incluindo as partes do pai adoptivo, fizeram o anime mais sentimental, mas também mais chamativo.

ao no exorcist fantasia

Neste anime, como já disse, inclui alguns géneros, mas aquele que mais se nota é sem duvida a fantasia/sobrenatural.

 Desde o primeiro episódio que o anime situa-se em espaços e tempos muito diferentes, acabando por alternarem-se, mas sem ficar confuso (comparado a outros), por isso eu digo que a história vai sempre acrescentando algo novo, mas que fica perfeito com o resto do anime.

 

Musica do anime:

Musica da banda:

 A musica é da banda  e a canção chama-se “Core Pride”.

 A música tem uma letra muito boa e penso que seja perfeita para a personagem principal. Ele é muito diferente, não só pelos problemas graças ao seu “pai biológico” Satan, mas também pela sua personalidade em si, e é por isso que acho a música muito a ver com ele.

 Primeira música do anime, segunda música da banda (em concerto).

 

  • Personagens:

                 Principal:

Rin

 Rin Okumura: Rin, é alguém muito “especial”, talvez por ser metade humano e metade demónio. O aspecto dele, quando se “transforma” na outra metade, neste caso demónio, está muito bem pensado, pois não altera o seu aspecto físico humano (a não ser a cauda, as chamas, etc.), o que torna a personagem mais chamativa, tal como a personalidade, tem uma maneira de ser muito anormal, mas forte, o que é bastante bom.

 

                Secundárias:

 

Shiro_Fujimoto

 Shiro Fujimoto Okumura:

 

Yukio

 Yukio Okumura:

 

Shiemi

Shiemi Moriyama:

 

 Ryuji

Ryuji Suguro:

 

 Izumo

Izumo Kamiki:

 

 Shura

Shura Kirigakure:

 

 Takara

Nemo Takara:

 

 Renzo

Renzo Shima:

 

 Konekomaru

Konekomaru Miwa:

 

 Mephisto

Mephisto Pheles:

 

 Kuro

Kuro:

 

  • Parte técnica:

 

 O estúdio animador deste anime é , e é um estúdio que eu posso dizer que tem muita “experiência” neste ramo (animes), chegando ate hoje, a trabalhar com cerca de 50 a 60 animes e mais alguns filmes.

  Este estúdio trabalha com muitos animes conhecidos e que ainda estão nos Tops.

  Entre todos, apenas vou colocar aqui alguns animes do estúdio:

 

Ookiku.Furikabutte

Ookiku Furikabutte:

 

persona___trinity_soul

:

 

fairy-tail

:

 

kuroshitsuji

:

 

magi

:

 

sword-art-online

:

 

Uta-no☆Prince-sama♪-Maji-Love-Revolution

:

 

nanatsu no taizai

:

 

   Nota pessoal: 9/10

 Neste anime não liguei muito aos desenhos, por algum motivo a história em si conseguiu sozinha agarrar-me bastante, claro que os desenhos são importantes, mas neste acabei por nem reparar muito nisso, como a parte tecnica era razoavel e conseguia-se apreciar normalmente, tomei atenção mais à história.

 Irei colucar em baixo as várias notas para poderem depois dar a vossa opinião, se concordam ou não.

5/10: Esta será a nota mais baixa que possivelmente eu darei, acho que uma nota a baixo disto nem vale a pena avaliar, por isso apenas darei esta nota a animes que em termos de parte tecnica/visual e de história sejam chatos ao ponto de morrermos de tédio.

6/10: Será aqueles que possam ter promonores importantes, tanto em partes tecnicas como na história que sejam mais “chamativos”, mas claro que não será perfeito.

7/10: Penso que nesta nota só estaram aqueles que eu posso considerar medianos, sendo nem muito bons, nem muito maus, chamativos, mas podem facilmente atrair-nos ou não, essa parte depois depende de cada um.

8/10: Darei aqueles que, como este, terão a parte visual “simples”, porque se a parte da história fosse simples em vez da parte visual acho que o anime “morria”, por isso penso que será só na parte tecnica.

9/10: Apenas em animes quase perfeitos, talvez a parte tecnica melhorada e podese dizer “diferente” e a história criativa e boa, onde inclui as personagens também boas.

10/10: Tenho que dizer, será dificil dar esta nota a um anime, mas tenho a certeza que não impossivel, tem que estar literalmente tudo perfeito, a ponto de nos fazer chorar ou rir, ou ate ambas ao mesmo tempo, apenas com pequenas coisas, a história completamente incrivel, e os desenhos perfeitos.

 Não sei se iram concordar com a minha nota, pois eu tomei mais atenção na história que no resto, mas penso que mesmo assim o anime é bom o suficiente para receber essa nota.

 

  • Trailer:

 

 E é isto, deixem alguns comentários, e não parem de ler as minhas análises.

               Até para a semana, 

                                   Ana Angel!!!

Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.