Minha análise: No.6 ♕

 

Queria começar por dizer que fez agora, a pouco tempo, um ano desde que comecei a escrever aqui no OtakuPT, e pensei em rever os meus primeiros trabalhos, acabei por reparar na evolução que tive graças ao apoio que muitos de vocês me deram enquanto escrevia, e por isso muito obrigada, mas não irei tomar mais tempo, então vamos logo para a análise!

 

  • Sipnose:

No ano de 2013 em NO.6, a sonhada cidade ideal criada pela humanidade,vive o protagonista Shion, um menino que recebe educação de elite da cidade desde os 2 anos de idade. No dia em que completou 12 anos, Shion encontra com um garoto chamado Nezumi (significa rato) que fugiu de uma clínica de recuperação. Shion acaba colaborando com a fuga dele, mas seu envolvimento é descoberto pelas autoridades e como punição ele é expulso do distrito Chronos para Lost Town, o pior lugar da cidade para se morar. Passado quatro anos e na miséria, Shion agora é um fugitivo acusado injustamente de assassinato e com isso vai descobrindo toda a conspiração que esta por trás de NO.6.

 

  • Geral:

Posso considerar este um dos meus animes favoritos pela simples razão de ter uma história geral como eu nunca vi.

Com o género de ficção cientifica e um pouco de romance, ele tornou-se algo muito importante para a evolução global num anime, o porque irei explicar mais a frente.

Eu sou o tipo de pessoa que julga mais os animes pela parte visual/gráficos, centrando-me mais nesse aspeto que o desenvolvimento da história, mas, penso que este foi o único anime que já vi onde deixei a arte de lado, e concentrei-me mais em tudo o resto que acontecia.

Claro que a parte técnica esta muito boa e agradável de visualizar, mas nada ultrapassa a incrível e inexplicável história que nos é apresentada, única e como nada igual que eu já tenha visto, obviamente que para ser um anime, é necessário ter a característica de uma boa história, mas essa palavra, para mim, é simples demais para explicar o que acho e o que sinto.

 

Ela apresenta também duas personagens principais com um vínculo tão forte que chega a meter medo o que eles eram capazes de fazer para salvar a vida do outro, mas isso é só mais uma das coisas que me fez viciar e me prendeu a este “mundo” impossível de esquecer. Claro que há algumas dúvidas que ficam dentro de nós, já que como muitos outros animes, este não é perfeito. Conseguimos perceber algumas partes incompletas, ou melhor, saltadas, onde pequenos pormenores poderiam fazer grande diferença, e muitas coisas ficariam a fazer sentido assim como muitas perguntas ganhariam resposta, mas apesar destes erros, o anime não perde a sua beleza e qualidade.

 

Em muitos animes, não digo todos, mas maior parte tenta centrar a qualidade gráfica nas personagens, e deixa o ambiente a sua volta mais neutro, obrigando-nos a fixar apenas nas personagens apresentadas, mas neste não é bem assim, não só as personagens são bem caracterizadas visualmente, como o ambiente ao seu redor e bem elaborado e muitas vezes com grande pormenor e rigor.

 

Cheguei a parte onde explico porque penso que este anime pode ajudar muito na evolução em geral dos animes, pela simples razão do casal principal. Talvez muitos de vocês tenham uma opinião diferente da minha neste aspeto que irei referir, e pela simples razão de ser um casal yaoi, BL (Boy’s Love), como principal. Podem também pensar que por causa disso o anime acaba por ser prejudicado, ou até que foi feito com a intenção de ser fanservice, mas vou ter de discordar, afinal o que é fanservice? “Fanservice, como o nome já diz, é um serviço adicional feito para os fãs, algo que não precisaria estar ali para que a história de fato acontecesse, ele só está lá para agradar os fãs do “serviço” adicional que eles estão colocando. Clássico exemplo é o ecchi, jogar peitos e calcinhas na tela quando a história poderia perfeitamente ser contada sem esses artifícios. Ou mesmo o fanservice BL, quando por exemplo você coloca uma cena onde parece que dois caras se gostam, mas sabemos que não é verdade pois eles são héteros e um deles vai ficar com a protagonista, isso é bem comum em alguns shoujos.” Resumindo em palavras comuns, fanservice é isto, mas as pessoas que viram o anime sem fechar a mente, sabem perfeitamente que isso é algo que não acontece. A relação entre ambos foi uma das principais razões que levou a série para a frente e a fez evoluir, e quem disser o contrário esta errado, pois se uma das personagens fosse mulher, tenho a certeza que já diriam que foi importante para o desenvolvimento do anime.

 

As personagens têm todas uma grande personalidade, acabo por não saber se é devido ao meio onde vivem, ou como vivem ou com quem, apenas sei que são todas facilmente identificadas só pelas suas personalidades, já que são tão diferentes, mas as melhores são, sem dúvida alguma, as principais, já que são basicamente o contrário uma da outra.

 

OP:

 

ED:

 

  • Personagens:

              Principais:

 

Resultado de imagem para no.6 shion

Shion:

 

Resultado de imagem para no.6 nezumi´

Nezumi:

 

            Secundárias:

 

Resultado de imagem para no.6 safu

Safu:

 

Resultado de imagem para no.6 karan

Karan:

 

Imagem relacionada

Inukashi:

 

Resultado de imagem para no.6 rikiga

Rikiga:

 

  • Parte técnica:

O mangaká deste mangá/anime é Hinoki Kino, onde foi inicialmente lançado em março de 2011 pela revista Aria.

O anime iniciou a 8 de julho de 2011, a adaptação foi dirigida pelo estúdio , acabando assim a 21 de agosto de 2012.

Outros animes do estúdio:

 

Resultado de imagem

:

 

Resultado de imagem para Darker than black

:

 

Resultado de imagem para eureka seven

:

 

Resultado de imagem para full metal panic

:

 

Resultado de imagem para fullmetal alchemist

:

 

Resultado de imagem para My Hero Academia

:

 

Resultado de imagem para ouran highschool host club

:

 

Resultado de imagem para soul eater

:

 

Nota pessoal: 8/10

Estas são as minhas notas:

5/10: Esta será a nota mais baixa que possivelmente eu darei, acho que uma nota a baixo disto nem vale a pena avaliar, por isso apenas darei esta nota a animes que em termos de parte técnica/visual e de história sejam chatos ao ponto de morrermos de tédio.

6/10: Será aqueles que possam ter pormenores importantes, tanto em partes técnicas como na história que sejam mais “chamativos”, mas claro que não será perfeito.

7/10: Penso que nesta nota só estarão aqueles que eu posso considerar medianos, sendo nem muito bons, nem muito maus, chamativos, mas podem facilmente atrair-nos ou não, essa parte depois depende de cada um.

8/10: Darei aqueles que, como este, terão a história mais simples, e a parte técnica diferente, atraindo nos para o anime, mesmo que não seja perfeito.

9/10: Apenas em animes quase perfeitos, talvez a parte técnica melhorada e pode-se dizer “diferente” e a história criativa e boa, onde inclui as personagens também boas.

10/10: Tenho que dizer, será difícil dar esta nota a um anime, mas tenho a certeza que não impossível, tem que estar literalmente tudo perfeito, a ponto de nos fazer chorar ou rir, ou ate ambas ao mesmo tempo, apenas com pequenas coisas, a história completamente incrível, e os desenhos perfeitos.

 

Apesar de ser um dos meus animes favoritos, como já referi, não posso considera-lo perfeito, daí a minha nota não ser mais elevada, porque apesar de tudo, ele poderia ser melhor.

  • Trailer:

Assim acabo mais uma análise, como sempre não esta perfeita, mas espero que gostem, até à próxima,

             Bjs, Ana Angel!!!