Minha análise: Rainbow: Nisha Rokubou no Shichinin ♕

 

inicial

Eu sei que estou atrasada, mas finalmente consegui arranjar tempo para puder acabar a analise, daí aproveitei o meu feriado e publica-la.

Disseram-me, ou melhor, deram-me o conselho de aprofundar as minhas análises, apesar da dificuldade, foi o que tentei fazer, e o que tentarei fazer daqui para a frente. Por isso deixo-vos com este incrível anime.

 

  • Sipnose:

Sete adolescentes em 1955 tem que aprender a viver juntos no mesmo porão, no reformatório de Shio. Confinado em uma sala onde sofrimento e humilhação são diárias, eles estão esperando um raio de esperança em um mundo escuro, encarcerar. A história segue a sua vida juntos e como eles se movem em seguida.

 

  • Geral:

 é um anime muito diferente do que eu já tenha visto, por várias razões, muitas delas incluídas na história assim como na parte técnica.

Os sentimentos que ele consegue transmitir são incríveis, como a história consegue ser única ao ponto de ser viciante ate de mais, e a parte técnica muito boa e realista, e não importa o tempo que passe dificilmente nos esquecemos dele e dos seus pormenores.

O tempo em que a história começa, neste caso, o antigo regime japonês, é o que é utilizado  não só criar o anime, mas também para nos mostrar um pouco sobre a enorme crueldade que existia naquele tempo, as pessoas eram tratadas como animais, e humilhadas ao ponto de suicídio, era uma completa selva para estes garotos.

Dentro da história temos muitos acontecimentos, cada um com a sua importância e sempre com seguimento, fazendo sentido para o presente e futuro do anime completo, e algo que nos mostra isso, é logo o primeiro episódio, onde as personagens são apresentadas de forma involuntária, transmitindo-nos o básico sobre eles, os seus nomes, as suas idades, e os porquês de estarem onde estão.

Mas como eu disse, no inicio é apenas o básico.

Ao longo dos episódios, vamos descobrindo sobre a lealdade, a amizade e até dos seus sonhos.

A sua amizade será a base para conseguirem sobreviver, para continuarem a ser quem são, e nunca desistirem das suas metas, estas todas diferentes umas das outras, que acabam formando uma torre de grande esperança, mas como é normal, a amizade não começa num abrir e fechar de olhos, demora sempre o seu tempo a formar-se, daí o inicio ter os seus sofrimentos e demorar a que estes se juntem e mostrem como realmente são.

Dependendo do momento, eles sentem igual e ate chegam a pensar igual, se for para proteger uns aos outros, dificilmente o infinito os separará, e nem a palavra impossível será algo que os impederá de realizar tudo o que desejam.

 

parte-tecnica

Como é normal, a parte técnica é outra razão que eu considero uma das mais importantes, afinal, é a marca do anime, do inicio ao fim, será sempre aquilo que nos marcará mais.

Apesar da idade que o anime tem, e da evolução que tem havido, o anime está muito bom e realista, daí a história ser descrita de maneira tão sentimental e a parte técnica conseguir absorver-nos para o mundo 2D ainda mais. As lágrimas, as paisagens, e até as personagens mostram uma beleza única e especial, obrigando-nos a fixar-nos nas suas expressões corporais. Expressões estas, que viciam-nos a acompanha-los, nos seus risos, ou choros, e acaba-mos por realizar o mesmo que eles, assim como, a sentir o que eles sentem.

Tal como diz a metáfora “os olhos dizem mais que mil palavras”, isso é algo que o anime mais demonstra, tudo acaba pos ficar descrito apenas nas suas faces, daí ser impossível não segui-los ou até ama-los como personagens. Os seus sentimentos, bons ou maus, são algo que eles conseguem sempre transmitir. Provavelmente estas personagens sejam as mais desenvolvidas que eu já tenha visto num anime.

Diferente de muitos outros este mostra desenhos realistas, os corpos são bem feitos e constituídos, tendo até os pormenores reais, assim como a sua face realista (o que se nota mais é sem duvida os olhos), e por fim, a sua incrível história, cheia de sentimentos, que nos absorve e vicia-nos obrigatoriamente no anime.

 

  • Trilhas sonoras:

As trilhas sonoras de este anime são bem simples, comparado a outros, neste elas são mesmo apenas usadas como som de fundo e também para impacto sentimental, contrario de muitos outros animes.

Estão aqui a maior parte das trilhas sonoras:

 

OP:

 

ED:

 

  • Personagens:

              Principais:

 

mario

Mario:

 

 sakuragi

Sakuragi:

 

 joe

Jou (Joe):

 

 soldado

Toyama (Soldado):

 

 tartaruga

Noboru (Tartaruga):

 

 repolho

Matsura (Repolho):

 

 ryuji

Ryuji (Desmascarado):

 

          Secundárias:

 

ishihara

Ishihara:

 

sasaki

Sasaki:

 

  • Parte técnica:

Este anime, teve como inico o ano 2003 e a finalização em 2010 com o total de 22 volumes, sendo este escrito por George Abe, e ilustrado por Masasumi Kakizaki.

O anime apenas teve inicio a 6 de abril de 2010, finalizando assim a 28 de setembro de 2010, com o total de 26 episódios.

A animação foi realizada pelo estúsio , também conhecido por animar outros animes, tais como:

 

beyblade

:

 

 black-lagoon

:

 

inicio

:

 

 chihayafuru

:

 

 death-note

:

 

 death-parade

:

 

 high-school-of-the-dead

:

 

 hunter-x-hunter

:

 

 kiba

:

 

 nana

:

 

 no-game-no-life

:

 

 one-punch-man

:

 

monogatari

 

 paradise-kiss

:

 

 parasyte

:

 

Nota pessoal: 9/10

Estas são as minhas notas:

5/10: Esta será a nota mais baixa que possivelmente eu darei, acho que uma nota a baixo disto nem vale a pena avaliar, por isso apenas darei esta nota a animes que em termos de parte técnica/visual e de história sejam chatos ao ponto de morrermos de tédio.

6/10: Será aqueles que possam ter pormenores importantes, tanto em partes técnicas como na história que sejam mais “chamativos”, mas claro que não será perfeito.

7/10: Penso que nesta nota só estarão aqueles que eu posso considerar medianos, sendo nem muito bons, nem muito maus, chamativos, mas podem facilmente atrair-nos ou não, essa parte depois depende de cada um.

8/10: Darei aqueles que, como este, terão a história mais simples, e a parte técnica diferente, atraindo noa para o anime, mesmo que não seja perfeito.

9/10: Apenas em animes quase perfeitos, talvez a parte técnica melhorada e pode-se dizer “diferente” e a história criativa e boa, onde inclui as personagens também boas.

10/10: Tenho que dizer, será difícil dar esta nota a um anime, mas tenho a certeza que não impossível, tem que estar literalmente tudo perfeito, a ponto de nos fazer chorar ou rir, ou ate ambas ao mesmo tempo, apenas com pequenas coisas, a história completamente incrível, e os desenhos perfeitos.

Provavelmente este foi o anime a que eu consegui dar mais facilmente a nota, afinal, não tenho duvidas de que seja esta que ele merece.

 

  • Trailer:

 

Acabei mais uma análise e estarei a espera que continuem a ler.

            Bjs, Ana Angel!!!

Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.