Minha análise: Shokugeki no Souma ♕

E mais uma vez aqui, com mais uma nova análise.

Demorou mais do que eu estava a espera, mas como não estava em casa, era natal e ano novo, começou a escola e a ronda de exames, acabei por não conseguir fazer nada, mas finalmente aqui está!

 

  • Sipnose:

O sonho de Yukihira Souma é se tornar um chef no restaurante de seu pai e superar a culinária dele. Mas assim que Yukihira se forma no ensino fundamental, seu pai, Jouichirou, fecha o restaurante para ir cozinhar na Europa. Apesar de estar para baixo, o espírito lutador de Souma reacende quando seu pai o desafia a sobreviver numa escola de culinária de elite onde só 10% dos alunos se formam. Assim, Souma começa uma grande aventura de culinária onde precisa derrotar alunos incríveis, para chegar a elite dos 10.

 

  • Geral:

Sem dúvida, ao longo do anime, é muito interessante descobrir e conhecer como aquela escola incrível funciona, começando assim pela “Elite dos 10”, que como as palavras/números indicam, é mesmo isso, são apenas dez pessoas consideradas as melhores da escola que são escolhidas para estar naqueles lugares que todos os alunos sonham, acompanhados de notas excelentes e várias vitórias em muitas competições, ou como são chamados “shokugekis”. Mas claro que os lugares não são permanentes, acabam por aparecer géneros da cozinha, que lutam para conseguir alcançar estes lugares.

Muita gente costuma ligar as aparências do anime, e isso não é diferente neste, ele acaba por ser excluído pela simples razão de ser de culinária, mas para quem é verdadeiramente otaku sabe que maior parte dos animes são completas surpresas, e é a única coisa que se consegue encontrar durante esta obra, incríveis surpresas.

Provavelmente muitos acabam por desistir de ver o anime assim que se apercebem do assunto principal, (culinária), algo que não interessa a toda a gente e muitas das vezes as suas apresentações desiludem, bem tenho a dizer, nada a ver com este anime, apesar de sim, ser culinária, o assunto é tão criativo e bem desenvolvido que somos obrigados a continuar a visualizar aquilo de que pensamos não ser interessante.

Eu falei que a parte técnica era rigorosa e imaginária na minha ultima análise, e é claro que isso não podia mudar, por isso, neste anime também é algo que se mantêm apenas altera-se os objetos, neste caso é a comida o centro das atenções. A sua apresentação é engraçada de uma maneira magnifica, o seu sabor que é transmitido de maneira “única”, e sem dúvida a criação de todo o tipo de receitas e obras de arte.

As receitas, ou melhor, as magnificas obras de arte, são sem duvida íncriveis, e completamente novas e criativas, raras e até impossíveis, que conseguem até surpreender o juri que esta sempre a mudar a cada competição, com a junção do objetivo principal do protagonista em busca de ser o número 1, tudo fica muito mais interessante e desenvolvido, basicamente acabamos por ser obrigados a seguir esta personagem até ao fim.

 

Como devem ter reparado, apresentei a palavra “única” entre aspas, pela simples razão de ser mesmo isso, completamente única. A forma como tudo acontece ao provarem a comida, é apresentado pelo género Ecchi, dando-nos a impressão de que a comida dá um prazer incrível a quem a come, levando-os, cada um ao seu mundo de sonho.

Para mim, esta apresentação acaba por ser um pouco exagerada, mas de certa forma acertada, já que não existem “estranhos” acontecimentos só há volta da comida, também muitas das personagens, considero-as perversas, pois muitos acabam por aparecer nus, outros na forma de pensar e agir, e até na comida isso é visível.

Neste anime, encontra-se todo o tipo de personagens, claro cada uma com uma personalidade completamente diferente das outras, e acaba por ser impressionante ver a utilização e a importância que isso tem durante toda a história.

 

  • Trilhas sonoras:

1º temporada:

 

2º temporada:

 

OP:

 

ED:

 

  • Personagens:

               Principal:

 

Yukihira Souma:

 

              Secundárias:

 

Erina Nakiri:

 

 

Megumi Tadokoro:

 

 

Takumi Aldini:

 

 

Isami Aldini:

 

 

Satoshi:

 

 

Ryoko:

 

 

Yuki:

 

 

Marui:

 

 

Shun:

 

 

Aoki:

 

 

Satou:

 

 

Ikumi:

 

 

Alice:

 

 

Ryo:

 

 

Akira:

  

  • Parte técnica:

O anime inicio em abril de 2015, tendo até agora duas temporadas, a 1ª com 24 episódios, seguida de uma ova, e a 2ª apenas 13.

O estuidio que produziu e geriu o anime foi , conhecido por produzir outros também como:

 

:

 

 

:

 

 

:

 

 

:

 

 

:

 

 

:

 

 

:

 

 

:

 

 

:

 

Nota pessoal: 9/10

Estas são as minhas notas:

5/10: Esta será a nota mais baixa que possivelmente eu darei, acho que uma nota a baixo disto nem vale a pena avaliar, por isso apenas darei esta nota a animes que em termos de parte técnica/visual e de história sejam chatos ao ponto de morrermos de tédio.

6/10: Será aqueles que possam ter pormenores importantes, tanto em partes técnicas como na história que sejam mais “chamativos”, mas claro que não será perfeito.

7/10: Penso que nesta nota só estarão aqueles que eu posso considerar medianos, sendo nem muito bons, nem muito maus, chamativos, mas podem facilmente atrair-nos ou não, essa parte depois depende de cada um.

8/10: Darei aqueles que, como este, terão a história mais simples, e a parte técnica diferente, atraindo nos para o anime, mesmo que não seja perfeito.

9/10: Apenas em animes quase perfeitos, talvez a parte técnica melhorada e pode-se dizer “diferente” e a história criativa e boa, onde inclui as personagens também boas.

10/10: Tenho que dizer, será difícil dar esta nota a um anime, mas tenho a certeza que não impossível, tem que estar literalmente tudo perfeito, a ponto de nos fazer chorar ou rir, ou ate ambas ao mesmo tempo, apenas com pequenas coisas, a história completamente incrível, e os desenhos perfeitos.

 

Apesar de ser um anime que não esta completamente desenvolvido, facilmente lhe dou esta nota.

 

Trailer:

 

E mais uma análise finalizada, como já referi demorei um pouco mais, também pelo motivo de ser o meu último ano de estudos, e estou a tentar dividir o meu tempo ao máximo. Até à próxima,

 

                         Bjs, Ana Angel!!!