Polémica: Criador de Fire Force manda “indireta” a Promare por roubo de ideia

Recentemente estalou uma polémica no Japão envolvendo o autor de Fire Force (En En no Shouboutai) e Promare.

Atsushi Ohkubo (Soul Eater), o autor de Fire Force, deixou o seguinte comentário na 28ª edição da Weekly Shōnen Magazine:

Eu vou parar de falar sobre o conteúdo dos meus mangás antes deles serem serializados, mesmo para as pessoas que eu conheço. Eu não sei de onde o meu trabalho pode ser roubado.

Embora Ohkubo não se tenha dirigido a ninguém em particular os fãs rapidamente suspeitaram que esta seria uma “indireta” dirigida ao staff de Promare, o filme anime original que resulta da colaboração do estúdio com os (Monster Strike), e que estreou nos cinemas japoneses a 24 de maio.

Aqui estão as sinopses das duas obras.

Fire Force

O terror paralisou a metrópole mecânica de Tóquio! Possuídas por demónios, as pessoas começaram a incendiar-se, levando ao estabelecimento de uma equipa especial de combate a incêndios: a Fire Force, pronta para rolar em qualquer momento para combater a combustão espontânea em qualquer lugar que pudesse acontecer. A equipa está prestes a receber uma adição única: Shinra, um rapaz que possui o poder único de correr à velocidade de um foguete, deixando para trás as famosas “pegadas do diabo” (e destruindo os seus sapatos no processo). Pode a Fire Force descobrir a fonte deste fenómeno estranho e acabar com isso? Ou a cidade vai arder primeiro?

Promare

30 anos atrás, um evento cataclísmico destruiu metade do mundo num incêndio e causou uma mutação que criou uma nova raça de pessoas chamada Burnish. Os Burnish são capazes de criar e controlar o fogo. O filme centra-se nos membros do esquadrão “Burning Rescue”, que apagam incêndios causados pelos Burnish. O novato da Burning Rescue é Galo, um homem impetuoso que usa “Matoi-Tech”, em homenagem aos banners “matoi” que as unidades de combate a incêndios do período Edo usavam. O encontro de Galo com Lio, o líder de um grupo terrorista Burnish chamado Mad Burnish, coloca a história em movimento.

O diretor Hiroyuki Imaishi declarou no AnimeJapan que a pré-produção de Promare começou em 2014. Atsushi Ohkubo lançou o Fire Force na Weekly Shonen Magazine em setembro de 2015. Uma adaptação para série anime produzida pelo estúdio David Production (JoJo’s Bizarre AdventureCells at Work!) vai estrear nas TVs a 5 de julho.

O que acham? São duas ideias demasiado parecidas? Terá Atsushi Ohkubo razão e queixar-se?