Polémica: Muçulmanos criticam música de Kimetsu no Yaiba

Polémica: Muçulmanos criticam música de Kimetsu no Yaiba

O lançamento do volume 3 da Banda Sonora da adaptação para anime do mangá Kimetsu no Yaiba da mangaká Koyoharu Gotouge está a levantar protestos entre a comunidade muçulmana.

Produzida por Go Shiina, no álbum encontramos uma música chamada “Tanjirou Kamado ~ Continue” onde está presente o “Adhan” ou “Azan“, a chamada para a oração feita aos muçulmanos pelo muezim, a partir do minarete ou do exterior da mesquita.

Segundo a tradição, o Azan consistia originalmente numa frase simples (“Vinde à oração!”), mas o profeta Muhammad (Maomé) pediu aos seus crentes uma forma de tornar o apelo mais sofisticado. Num sonho, o companheiro Abd Allah ibn Zayd teve a visão de que os crentes deveriam ser chamados de uma forma melodiosa, que é a forma que se impôs.

Nas redes sociais muitos muçulmanos estão a criticar a inclusão do chamamento na música do anime.

Olá, Sr. @cnago, Agradecemos o seu esforço para criar grandes obras musicais, mas num dos OSTs de Kimetsu no Yaiba (Kamado Tanjiro to the next place) você usou algo especial para o Islão e os muçulmanos, que é Adhan e não combina com a música de todo.

Ao fazer isso, você ofende ao Islão e aos muçulmanos porque violou uma das regras islâmicas e isso realmente nos magoa como muçulmanos.

Numa das bandas sonoras de Kimetsu no Yaiba, há uma faixa que contém “Adhan” ou o chamado islâmico à oração. E é muito inapropriado misturá-lo com a música, pois ela deve ser respeitada, especialmente com a popularidade da série no Oriente Médio.

Masaru Shiina, conhecido profissionalmente como Go Shiina, é um compositor japonês, conhecido principalmente pelo seu trabalho em videojogos. Ele entrou para a Namco em 1997, e ficou conhecido durante o seu tempo na empresa por escrever música para vários jogos das franquias Tales, Mr. Driller e God Eater. Ele ganhou amplo reconhecimento com a música de Tales of Legendia em 2005.

Desde então, ele também contribuiu com música para vários títulos nas franquias Tekken, Ace Combat e The Idolmaster. Além dos videojogos, Shiina também compôs para várias séries e filmes anime.

Em animes ele trabalhou em:

  • Sakura no Ondo (2011)
  • The Idolmaster (2011)
  • Gyo: Tokyo Fish Attack (2012)
  • Kyōsōgiga (2013)
  • Majocco Shimai no Yoyo to Nene (2013)
  • The Idolmaster Movie: Beyond the Brilliant Future! (2014)
  • In Search of the Lost Future (2014)
  • Tales of Zestiria: Dawn of the Shepherd
  • God Eater (2015)
  • Dimension W (2016) – com Yoshiaki Fujisawa
  • Tales of Zestiria the X (2016) – com Motoi Sakuraba
  • Juni Taisen: Zodiac War (2017)
  • LayereD Stories 0 (2017)
  • Today’s Menu for the Emiya Family (2018)
  • Million Arthur (2018)
  • Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba (2019) – com Yuki Kajiura

Não se esqueçam que em 2020 vai estrear um filme anime de Kimetsu no Yaiba que vai adaptar o “Demon Train Arc“, o 7º arco da história, indo do capítulo 52 ao 66 do mangá.

A animação de Kimetsu no Yaiba é da responsabilidade do estúdio ufotable (Fate/Zero, Kara no Kyoukai, Katsugeki: Touken Ranbu), a direção é de Haruo Sotozaki (Tales of Zestiria the X, Tales of Symphonia the Animation) e o design de personagens é de Akira Matsushima (Maria Watches Over Us, Tales of Zestiria the X).