Desde o sucesso de que o estúdio tem vindo a enfrentar sérias dificuldades, quer a nível financeiro como a nível de staff, com muitos animadores a abandonarem o estúdio de animação que trabalhou em animes como e .

Acaba agora de rebentar no Japão um escândalo à volta do seu presidente que vai colocar ainda mais pressão sobre uma já em dificuldades.

Os presidentes da já têm uma história de encontros com as autoridades e depois de em 1999, o seu então presidente Takeshi Sawamura ser preso por estar ligado a um esquema de evasão fiscal, foi agora o atual presidente do estúdio, Tomohiro Maki, a ser preso mas desta vez sob a acusação de um crime ainda mais hediondo. Podem ver em cima o vídeo da sua prisão.

Hoje, a Polícia Metropolitana de Tóquio prendeu Maki, de 50 anos, por suspeita de “obscenidade semi-forçada” envolvendo uma adolescente que tinha feito um contrato com a Gainax na esperança de se tornar uma atriz de voz de anime. Os investigadores dizem que os incidentes envolveram uma mulher “com idade entre 15 e 19 anos”.

A declaração da polícia diz que Maki se envolveu em atos obscenos com a mulher em quatro ocasiões distintas entre 6 e 23 de fevereiro, todos ocorridos num condomínio da Gainax. Maki é acusado de tirar fotos nuas da adolescente, como “prática para quando se tornar famosa e as pessoas lhe quiserem tirar fotos” ele também disse à menina “As suas pernas estão inchadas, então eu massajo-as”.

A adolescente apresentou uma queixa formal à Polícia Metropolitana de Tóquio em fevereiro passado. Maki admitiu ter tirado as fotos, mas afirma que só o fez depois de ser solicitado pela adolescente.

Hiroyuki Yamaga, juntamente com Hideaki Anno, Toshio Okada, Yoshiyuki Sadamoto, Shinji Higuchi, Yasuhiro Takeda e Takami Akai, co-fundaram a Gainax em 1985.