Retronime: Ni Nin Ga Shinobuden

Hoje o Retronime mostra-te um lado ninja desconhecido por muitos, e recordado com alguma saudade para quem decidiu seguir os ensinamentos do grande Onsokumaru!

Kaede é uma estudante normal que certo dia no seu quarto é invadida por Shinobu, uma rapariga que afirma ser uma kunouichi (ninja feminina) em treino. Para tornar-se numa ninja oficial e passar no exame, esta tem a missão de roubar uma par de cuecas da jovem estudante. Como Kaede supõe que Shinobu procurava algo para vestir, esta oferece-lhe um par, e a partir deste momento uma estranha relação de amizade é formada. Imediatamente a jovem entra no mundo de Shinobu, onde existe um grupo de ninjas (e um crocodilo) ignorantes e festivos, todos chamados de Sasuke, e uma criatura chamada de Onsokumaru que afirma ser o ninja mais poderoso de todos!

Se pensam que teremos grandes lutas e desenvolvimentos esqueçam, embora a ação seja toda ambientada num mundo ninja, esta série foca-se inteiramente no lado cómico do mesmo. Também conhecido como Ninja Nonsense, Ni nin ga Shinobuden, é uma adaptação do manga de, Ryoichi Koga, que Mesmo não possuindo um enredo complexo, tornou-se numa das melhores séries de comédia do início deste milénio. Como não podia deixar de ser este feito é inteiramente devido as suas personagens, e as suas magníficas interações, em especial a Onsokumaru, o mestre de Shinobu, uma espécie de bola amarela com asas que confia a nossa amiga todo o tipo de missões. O problema é que a maioria apenas existe para saciar os desejos mundanos desta criatura, colocando a nossa ninja em várias situações quer físicas, quer moralmente questionáveis.

Roubar lingerie, limpar o dojo, abolir impostos, lutar contra um urso num ringue de luta livre, ou até jogar baseball com um taco entre as pernas são algumas das adversidades que Shinobu tem de suportar para alcançar o estatuto de ninja a tempo inteiro! Tal como Onsokumaru afirma várias vezes ao longo de toda a série, o caminho ninja não é nada fácil! Só alguns conseguem, percorre-lo. Felizmente na maioria das vezes, Kaede está lá para evitar que a nova amiga seja apenas alvo das perversões do seu mestre. Embora Shinobu seja uma ninja é uma rapariga extremamente inocente e devota ao seu trabalho. No entanto, devido a sua forma de ser muitas vezes a mais simples das tarefas transforma-se numa tarefa árdua.

O Segmento de Ni nin ga Shinobuden é episódico cada apresenta duas histórias conclusivas. A série não tenta sequer sair dos seus moldes e ideia original, no entanto, apresenta argumentos hilariantes para acompanharmos Shinobu e Kaede ao longo dos seus 12 episódios, que por incrível que pareça não sentimos aquele sentimento de arrastamento que assombra dezenas de obras desta natureza e que perto final, tornam-se intragáveis. Isto porque não faz do humor e derrube da sua 4th wall as suas forças principais, mas um condimento para temperar as suas personagens. Convém salientar que a maioria destes momentos são muito orientados para um público masculino adulto, uma referência muito bem empregue é logo no início, quanto Shinobu disse que seria a próxima Emanuelle. Caso não saibam Emanuelle foi uma série de filmes eróticos franceses, adaptados a partir do livro The Joys of a Woman. Para finalizar ainda que implícito pelas perversões de Onsokumaru, Ni nin ga Shinobuden possui algumas conotações, Yuri.

Ni nin ga Shinobuden, foi uma obra produzida pelo celebre estúdio de animação Ufotable! Aqui obviamente não esperem encontrar a mesma qualidade que este estúdio nos habitou, na verdade, Ni nin ga Shinobuden foi um dos seus primeiros trabalhos. O destaque foi entregue todo, as personagens, cenários e por vezes ambiente ficaram um pouco em segundo plano, no entanto, e por muito estranho que pareça a animação não sofreu muito, claro que não vamos categorizar as inúmeras expressões animadas exageradas de má animação. No departamento sonoro nada de grandes surpresas boas melodias, uma energética abertura com um dos melhores exemplos de false advertising, e um encerramento fofinho a base das aventuras em plasticina do Onsokumaru e da sua frota de Sasukes. Convém salientar que o mesmo, conta com a interpretação do grande Norio Wakamoto.

Se desejam conhecer um lado ninja bem diferente, divertido e hilariante não podem perder
Ni nin ga Shinobuden. Uma série que fará das delícias de muitos que procuram apenas soltar umas boas gargalhadas sem grandes desenvolvimentos e apenas com um número limitado de personagens. Em tempo de quarentena não existe melhor para apagar as mágoas e inundar-nos de boa disposição!