Staff de Evangelion: 3.0+1.0 está a receber ameaças

Studio Khara emitiu um comunicado a informar que os membros do staff de Evangelion 3.0 + 1.0, o 4º e último filme de Rebuild of Evangelion, têm vindo a receber ameaças e a ser assediados pelos fãs insatisfeitos com o produto final entregue. O estúdio alerta que medidas judiciais serão tomadas contra as pessoas que ameaçarem o staff.

No comunicado podemos ler:

Em primeiro lugar, gostaríamos de expressar a nossa gratidão pelo vosso apoio contínuo a Evangelion: 3,0 + 1,0 Thrice Upon a Time. Confirmamos que houve atos de difamação, ameaças e incitação à prática de crimes contra as pessoas envolvidas na produção do filme, na forma de interpretações erróneas do conteúdo do filme e de artigos de imprensa relacionados.

Este trabalho foi produzido principalmente pelo Studio Khara por meio de um esforço colaborativo que envolveu vários membros do staff. Levamos a sério as visões e opiniões de todos os espectadores das nossas criações ficcionais. No entanto, protestamos veementemente contra calúnias, ameaças, comentários que sugiram intenções criminosas e qualquer outra ação que viole a dignidade das pessoas envolvidas no trabalho que sejam derivadas de interpretações pessoais, inferências ou insatisfação com o conteúdo que não satisfizesse desejos pessoais do espectador.

Além disso, deixamos claro que não hesitaremos em agir judicialmente e procurar indemnizações por danos derivados de declarações que constituam claramente difamação, ameaças, ameaças de morte e qualquer outro crime que constitua difamação, calúnia e ameaças. Para casos no Japão, iremos relatar tais ações à Agência Nacional de Polícia do Japão. Em relação a estrangeiros, reportaremos tais ações às respetivas agências de investigação em outros países.

Tal como noticiámos anteriormente este é o filme de maior bilheteira na carreira do diretor Hideaki Anno.

Originalmente, o filme teria a sua estreia algures em 2015, mas devido à saúde, envolvimento no filme Shin Godzilla, e outros problemas, o diretor

Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.