Studio Ponoc lança programa de treino de animadores para filmes anime

Studio Ponoc quer combater a falta de animadores

Studio Ponoc lança programa de treino de animadores para filmes anime

O , fundado pelo antigo produtor do , Yoshiaki Nishimura, abriu as inscrições para o seu programa de treino de animadores. Intitulado Programa “Princípios da Animação” da Ponoc (P.P.A.P.), o programa visa treinar jovens animadores para trabalhar em filme anime.

Não é necessária nenhuma formação académica ou experiência. Pessoas de qualquer nacionalidade podem inscrever-se, desde que possam comunicar em japonês. Aqueles que forem aceites no programa de um ano aprenderão os fundamentos da animação com o objetivo de trabalhar como um animador de primeira classe. Também receberão um contrato de trabalho garantido com uma remuneração de 224.000 ienes (aproximadamente 2.026 dólares) por mês. Após o término do período de treino, também existe um sistema para contratar animadores como funcionários a tempo integral.

Segundo o Studio Ponoc, um problema crónico que a atual indústria de animação enfrenta é a escassez de criadores. Embora a animação japonesa desenhada à mão chame a atenção de todo o mundo, a quantidade de criadores qualificados não consegue acompanhar o número de trabalhos animados. Se a indústria demorar muito para cultivar talentos, isso causará problemas de capital, tempo e treino. A formação de criadores qualificados é necessária para a indústria como um todo. A própria solução do Studio Ponoc para esse problema foi iniciar o seu próprio programa de treino.

Para além do P.P.A.P., o Studio Pono também está a contratar alunos da graduação de 2022 como funcionários a tempo integral como assistentes de produção e papéis intermediários de animação.

O animou Mary and the Witch’s Flower ou Mary e a Flor da Feiticeira, um filme que estreou recentemente nos nossos cinemas e ainda Modest Heroes (Heróis Modestos / Chiisana Eiyū: Kani to Tamago to Tōmei Ningen)..

FONTEAnimation Business Journal
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.