Ex-Editor de Dragon Ball fala sobre Dragon Ball Evolution

Foi o meu maior fracasso em relação a uma adaptação para tela

Ex-Editor de Dragon Ball fala sobre Dragon Ball Evolution

Kazuhiko Torishima é o diretor representante da editora Hakusensha, mas antes disso, no entanto, ele trabalhou na Shueisha e foi editor de Akira Toriyama durante Dr. Slump e a primeira metade de Dragon Ball. A 23 de abril, ele realizou uma palestra na Universidade Bunka Gakuen, em Tóquio, onde respondeu a perguntas da plateia. Uma das perguntas que surgiram foi sobre o filme live-action , lançado em 2009. Torishima foi questionado: “O que achou de Dragonball: Evolution?”

Torishima respondeu: “Foi o meu maior fracasso em relação a uma adaptação para tela”. Ele disse que após o fracasso do filme, ele conversou com advogados familiarizados com adaptações e chegou à conclusão de que a Shueisha teria que pagar para ter uma opinião sobre como o material era tratado. Segundo o que ele ouviu, o direito de veto era um investimento de 5 bilhões de ienes (45 milhões de dólares).

No entanto, Torishima revelou que esse número teria sido 60-70% do lucro anual da Shueisha na época, então eles não estavam preparados para pagar essa quantia.

Sabendo o que sei agora de Hollywood, eu teria dito: “Pague os 5 bilhões. Em troca, eu quero os direitos de distribuição na Ásia. Vou garantir que recebe o retorno do dinheiro”. Eu teria negociado e conseguido o direito de veto.

Outros tópicos que surgiram durante a palestra incluem o declínio de revistas e mangás impressos, as dificuldades de trazer exposição a novos artistas na era do mangá digital e webtoons, e a necessidade do mix de mídia para vender mangás no mundo de hoje.

O próprio Akira Toriyama manifestou insatisfação com o filme em 2016 e o escritor do filme, Ben Ramsey, pediu desculpas aos fãs em 2016.