Cosplayer presa por se vestir de Stormtrooper e ter uma arma de plástico

As celebrações do 4 de maio não correram nada bem para uma cosplayer do Canada que subitamente se viu deitada no chão e algemada.

A cosplayer estava vestida como Stormtrooper, com uma versão de plástico do icónico blaster, mas, infelizmente, parece que alguém chamou a polícia e relatou ter visto alguém com uma arma.

Como o vídeo mostra a Polícia de Lethbridge aproximou-se da cosplayer com armas apontadas, gritando para ela largar a arma, algo que ela fez imediatamente. Ela foi então instruída a deitar-se no chão, mas depois de não atender à instrução foi forçada a cair no chão e a ser algemada. Ela revelou que ficou ferida nesse processo.

O chefe do Serviço de Polícia de Lethbridge, Scott Woods, afirmou que foi aberta uma investigação sobre as ações dos policias, que incluirão vídeos das redes sociais. Segundo ele a polícia estava a responder a uma chamada por arma de fogo quando eles chegaram lá e, embora ela tenha largado a arma, os agentes dizem que ela “não seguiu inicialmente outras instruções da polícia para se deitar no chão”.

Ela e o gerente do restaurante local afirmaram que tentaram dizer à polícia que ela não conseguia deitar-se devido ao volume do fato, mas eles não ouviram.

Os polícias também dizem que ela sofreu um pequeno ferimento durante a prisão, mas não precisou de atenção médica. A cosplayer afirma que a polícia a agrediu quando lhe colocaram as algemas e a empurram de rosto contra o chão, fazendo o nariz sangrar. Depois de confirmarem que a arma era falsa, ela foi solta e não foi acusada.

Ela e seus colegas ficaram muito zangados e chateados após o incidente, mas a polícia diz que eles estavam apenas a fazer o seu trabalho e a responder a um avistamento de arma de fogo.