Lojas e serviços digitais de videojogos são banidos na Indonésia

Nem mesmo o Paypal sobreviveu

O Governo da Indonésia anunciou uma nova legislação para as companhias privadas de tecnologia. Estas englobam empresas de videojogos e para atuarem legalmente neste território deverão registar-se naquele país.

Esta regulação foi essencialmente criada para que todas as empresas de tecnologia que operam na Indonésia possam coexistir com um sistema justo de taxação entre as companhias locais e estrangeiras.

Em poucos dias os efeitos foram visíveis para os jogadores daquele país, dado que diversas lojas digitais foram banidas por não aderirem a esta lei. Estas incluem a Steam, Epic Games Store, Ubisoft Store, Origin, e tantas outras. Os seus efeitos também se estenderam a serviços de pagamentos como o PayPal. Muitos dos habitantes do país recorreram a serviços VPN para ultrapassar esta barreira, mas o governo da Indonésia já indicou que vai tomar medidas.

FONTEGamerbraves
Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.
Subscreve
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments