Estupefacção americana pela ausência de pilhagens no Japão

Jack Cafferty um jornalista americano da CNN que esta a cobrir a catástrofe provocada pelo Terramoto, Tsunami e crescente crise nuclear no Japão ficou estupefacto com a reacção dos japoneses a todas estas dificuldades e perguntou aos seus conterrâneos: “Porque é que não existem pilhagens no Japão?” Podem ler aqui o artigo dele.

Basicamente ele estabelece um paralelo entre esta situação e o furacão Katrina que abalou New Orleans e onde o exercito americano teve de intervir para parar com os actos de vandalismo e pilhagem. Cafferty cita um colega seu Ed West do UK Telegraph que ficou surpreendido pelo comportamento dos nipónicos.

West ficou estupefacto com a reacção ordeira do povo japonês, como os supermercados baixaram os preços assim que se aperceberam da gravidade da situação, como os vendedores de bebidas começaram a distribui-las gratuitamente, com a justificação de que todos trabalhavam para assegurar a sobrevivência de todos e claro a ausência de actos de pilhagem.

Cafferty adianta uma explicação, os japoneses têm um código moral tão elevado que se mantém intacto mesmo nas horas mais sombrias.

Subscreve
Notify of
guest
11 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Camilo Orellana
Camilo Orellana
14 , Julho , 2019 2:44

nunca serão

Kaori M.
Kaori M.
20 , Março , 2011 17:31

O Japão é um pais tão seguro que mesmo após o sismo não houve assaltos.. já viram isso?

Como se pode confirmar o Japão é o Paraíso do planeta.. não falta nada.. sobrevivem a tudo, fantástico!! x)

Kaori M.
Kaori M.
20 , Março , 2011 17:24

Os americanos devem pensar que o Japão é América.. xD

JAGUARHX
JAGUARHX
19 , Março , 2011 23:01

Se o povo sabe o que é melhor pra ele e não faz,então,na prática NÃO sabe ou finge não saber.Logo,deve ser mudado.O Japão,ao contrario do que muitos pensam ou se esqueceram em salas de aula,lutou contra os EUA e se aliou a Alemanha na Segunda guerra.Praticava um regime nada democrático e imperialista.Animações? Antes da Segunda guerra,parte das produções em anime e manga(muito poucas por sinal se comparado com a cultura niponica hoje) eram marginalizadas pelo seu proprio povo ou usadas apenas como propaganda política absurda e pro-imperialista.Tinham preconceito por tudo que não fosse japonês.E um estranho sistema de honra e cultura que tanto fazia belezas como o respeito aos ancestrais quanto morte por suicidio assistido no campo de batalha por NÃO AGUENTAR VIVER SOB O ESTIGMA DA VERGONHA.(antes isso se chamava senpukku ou harakiri e hoje se chama suicidio de jovens e adultos com problemas socio-economicos!)

Depois da segunda guerra,de duas bombas nucleares,de uma crise economica fudida,de uma rendição humilhante que ditou até que religião deveriam ter…eis o Japão!Uma nação centenas de vezes mais civilizada do que 80 anos antes,apesar de manter certos males sociais(coisa que infelizmente todo país tem!).Voc~e acha que aquele povo de mentalidade meio retrograda,preconceituosa e de viés imperialista mudou da noite pro dia?Não…não mudou,mas ou se adaptava e aceitava as mudanças ao redor ou o país não caminhava.

Você acha que NÃO dá pra mudar o seu outro,apenas tentar mudar a sí mesmo?Se você,jovem,pensa assim,então o país chamado Brasil já está condenado:já caiu na velha lavagem cerebral de que o nosso país não vai caminhar porque as pessoas não querem e pronto.Isso sim é que é uma idéia ridicula:achar que as coisas não mudam.

Pegar em armas de fogo? Estou falando em reforma social pacífica e de objetivo estrutural:não estou falando de revolução armada e agressiva não.Misturou as bolas.Estou falando de comprotamento mesmo,como os japoneses fizeram.

Se você acha valido sair do país e aprender com os estrangeiros:concordo com você!

Mas,na real:isso é papo furado!Na prática,brasileiro se manda,sofre no Japão,EUA,Europa e qualquer outro lugar,ganha muita grana(pros padrões brasileiros,não do páis onde está),volta uma vez na vida quando dá uma saudade de fazer besteira ou visitar os parentes.Conta uma vantagem aqui e alí,percebe que o seu país mudou,mas continua ruim comparado ao exterior.Volta pro seu país adotivo e fica nisso.E eu te pergunto: essa pessoa mudou alguma coisa?Será que essa pessoa ao menos mudou a sí mesmo? (não estou falando de nível economico e sim psicologico/moral) Essa pessoa adicionou algo ao seu país?

E isso eu estou falando de pessoas de bem que,mesmo no aperto,conseguem vencer em outros países:e quando o brasileiro que sai de sua terra e vai pro exterior não passa de um vagabundo e malandro? Além de não mudar ele,seu país ou sua condição economica pessoal,cria ou aumenta a má fama do nosso povo(que inventou o genuíno avião,mas só é lembrado pelo futebol e pela bunda de mulatas).

Porém,se você não concorda:tudo bem!Eu é que não vou me render,pois,amanhã,novamente,teremos reportagens desse tipo,falando bem da cultura dos estrangeiros e com brasileiros se perguntando ”Por que eles são assim e nós não?” porque a resposta eu já dei no meu post acima:PORQUE ELES MUDAM PRA MELHOR E NÃO SE RENDEM NUNCA! Nem debaixo de bombas nucleares e tsunamis! 😉

Abraços e,acredite,respeito sua opinião.Só não concordo com ela.

Cristopher
Cristopher
19 , Março , 2011 22:04

Já que tocou neste assunto a respeito de lutarmos por um país melhor, corrigir nossos companheiros, eu digo aqui que muitos gostariam de ir para outro país não só por insatisfação, mas sim para aprender coisas que infelizmente não são possíveis fazer por aqui. Quanto a questão de tentar mudar o seu próximo para fazer um país melhor, eu não concordo porque hoje em dia as pessoas sabem muito bem o que é bom e o que é ruim, seja para si mesmo, quanto para o próximo. Ninguém deve gastar seu tempo nessa tentativa absurda de mudar quem não quer mudar, e sim buscar sempre ser uma pessoa melhor, e se onde está atualmente não é suficiente, tem mais que mudar mesmo. Eu acredito que muita coisa preciso melhorar por aqui, mas assim que o custo benefício for mais alto, buscarei experiências que me enriqueçam moralmente em outro lugar, de preferência superior, e vamos e venhamos, o Brasil sofre por safadeza, porque não sofremos com muitas coisas que outros países sofrem, mas pagamos um preço bem maior, nas mãos dessas “vítimas da sociedade”, e como muitos não concordam com isso, das duas uma: ou se une ao grupo ou sai de perto. Como hoje em dia, aqui no Brasil, dependendo do que você fala e pra quem você fala você pode acabar na valeta no dia seguinte, então o que resta a uma minoria é dar um suspiro dar no pé mesmo, pois não fazem parte disso e não tem poder de fogo para mudar o país inteiro.

Matheus GH
Matheus GH
19 , Março , 2011 6:11

expressar G.G

Batedor3D
19 , Março , 2011 6:42

2 palavras

Honra e Educação

preciso dizer mais alguma coisa ? 2 valores que practicamente estao extintos nas culturas Europeias e Norte ou Sul Americanas.

Quanto ao Império Portugal, já que foi chamado a conversa (once again…) também foi o primeiro a chegar ao Japão, sendo que fomos nós que introduzimos as armas de fogo e a segunda espada usada pelos samurais.

Certamente que com o Império Espanhol teriam ficado melhor…..assim bem ao estilo dos Aztecas…

JAGUARHX
JAGUARHX
19 , Março , 2011 9:47

É este o problema dos brasileiros:eu sou brasileiro e com muito orgulho.Não passo a mão na cabeça dos meus compatriotas e acho minha sociedade mal estruturada desde o início de sua história.Sim,temos muito o que mudar e não devemos nunca baixar a cabeça e achar que nossos erros são perdoáveis…provavelmente nem eu e nem minha filha veremos o Brasil mudar muito até o dia em que morrermos.Porém…eu luto pra ser uma pessoa melhor e por uma sociedade com valores melhores, de todos os modos possíveis, e não fujo da luta.

Mas,o que fazem os meus compatriotas ao perceberem que o Japão(que tem sim seus defeitos:yakuza;suicidios frequentes na população japonesa;etc) é um país incontestavelmente superior ao Brasil em questões socio-morais? Diz que VAI PRO JAPÃO POR ESTAR INSATISFEITO DE MORAR AQUI!

Putz…vai sair daqui pra ser apenas mais um por lá,ao invés de ser um brasileiro melhor e fazer a diferença aqui? Isso é fugir da luta,como se tivessemos as guerras que muitos países africanos,árabes ou da extinta união sovietica sofrem!Como se tivessemos terremotos,tsunamis ou furacões todos os anos aqui(coisa que é muito rara de acontecer,graças a Deus).

Aos japoneses,somente o perigo de um vazamento nuclear faria seu país se tornar inapropriado de se viver.Ao brasileiro,basta ficar indignado com a corrupção dos seus pares?!

Deixe esta sua indignação de lado,cara: está chateado com seu país? Mudeo-o!Comece por você(e isso inclui desde seus erros de português ao digitar um post na internet passando pelo ato estupido costumeiro de jogar papel de bom-bom no chão!).Depois de mudar,mude seu colega(pacificamente,mas com vontade) que comete os mesmos erros que você(e preste atenção quando ele te corrigir também!).Caso ele não queira mudar,mude de amigo numa boa.Por muito menos pessoas deixam de se falar,ao menos deixe de falar com uma que te faz perder teu tempo e atrapalha o país. E por aí vai.

Brasileiro reclama muito e faz pouco.E os que fazem,acabam ficando cansados e indignados e saem do país por não aguentarem a sindrome de coitadinho tapado ou hipocrita se fazendo de desentendido que possuem a mente desse povo desde os infantes até os idosos.

E se você não conseguir mudar,ao menos você tentou,caramba!Tente com mais vontade e com uma melhor estrategia na próxima,sempre lembrando que tudo aquilo que você mudar NÃO vai servir pra você:servirá para as gerações futuras!ESSA é a verdade sobre o povo japonês, que ninguem quer escutar :NÃO INTERESSA SÓ VOCÊ.Interessa a sua E AS OUTRAS GERAÇÕES!!!Essa estratégia funciona desde o manga e o anime até a estrutura social e a religião.Uma verdade cristã que está o tempo inteiro estampada nas biblias desse povo ocidental que se diz seguidor de Cristo,mas que ninguem quer fazer na prática: ”mesmo na maior merda do mundo,pense no seu próximo como se ele fosse VOCÊ,seu imbecil!!!”

É assim que você chega a DEUS,se torna um bom pai,uma boa mãe,um bom profissional,uma boa pessoa,um bom intelectual,um bom esportista,um bom artista e um velho que não terá medo de ser assaltado,espancado e esquecido daqui uns 40 anos!

E antes que alguém me critique:mando este recado pra todos que querem ser parecidos com os japoneses,sejam eles portugueses,brasileiros,africanos ou sei lá o que.Estou incluindo a mim mesmo como parte do mundo que deve ser mudado.E você? Ficou indignado? MUDE!

Matheus GH
Matheus GH
19 , Março , 2011 6:09

Não sou de comentar, mas lendo esse artigo me deu uma vontade de expreçar o que eu sinto.
Japâo, “Terra do Sol Nascente”. cujo cultura prega o respeito ao seu proximo, cultura e moralidade que só foi conquistada devido centenas talves milhares de anos de evolução e aprendizado serca de 35.000 a.C, mas tempo e evolução não significa o resultado de uma sociedade educada…
mas o japão, o povo japones as pessoas elas são assim,
esse jeito de ser essa educação toda fas parte de seus comportamentos naturais, não sei se posso fazer essa comparação com o brasil por que nosso pais só tem +-500 anos e ainda foi colonia escravizada pelo imperio portugual nossa cultura é assim ou foi moldada assim talves com o tempo melhore mas como é algo demorado prefiro ir para o japão enquanto estou vivo ainda apezar de ter essas catástrofes vale a pena.
Fainter
é Ganbatte ^^

giga
giga
19 , Março , 2011 4:08

É por isto que eu gostaria de ser Japonês. É uma sociedade tão mais avançada que este corrupto e mesquinho protótipo de sociedade.

Fainter
Fainter
19 , Março , 2011 1:45

É por isto que idolatro os valores que são ensinados no Japão. Nippon saikou! GAMBARE!