Tema de encerramento de The Case Study of Vanitas recebe uma versão anime dedicada para os fãs

O sucesso de The Case Study of Vanitas alcança novos voos

A canção “0 (Zero)” interpretada pela cantora japonesa LMYK acompanha o encerramento do anime The Case Study of Vanitas (Vanitas no Carte).

Além de alcançar um enorme sucesso no seu país de origem, também conquistou os fãs em Taiwan e no Canadá. Devido a este efeito o videoclipe oficial do tema, surge no YouTube pela primeira vez com passagens da popular série anime que se encontra em exibição nesta temporada.

Como sabemos mesma é baseada na obra manga de Jun Mochizuki, (que anteriormente também criou Pandora Hearts), e tem como produção a BONES, o estúdio responsável pelas geniais séries adaptações de Fullmetal Alchemist ao pequeno ecrã.

©Jun Mochizuki/SQUARE ENIX, “The Case Study of Vanitas” Project

A cantora produziu versões em japonês e inglês da música devido á sua herança japonesa-alemã. Numa tentativa de apelar ao público ocidental a versão ocidental exibe uma paisagem sonora elegante e gótica que se encaixa como uma luva ao mundo steampunk da série. A letra do tema “0 (zero) anime.” é baseada nesta versão, sendo que as passagens em vídeo foram meticulosamente editadas para combinar com a música e o universo da obra, unindo os fãs da música original e do anime.

A versão final foi produzida por Jimmy Jam e Terry Lewis, uma dupla que está na vanguarda de uma das maiores equipas de produtores do mundo. A voz sussurrada que é característica de LMYK é usada como uma orquestração, enquanto o trabalho de produção visualiza o som como se fosse um jardim a florescer.

Adicionalmente no dia 8 de setembro, será lançado um CD de edição limitada acompanhado por uma ilustração rara do anime criada especialmente para esta ocasião. A foto da capa do CD também vai ser um deleite visual para os fãs mais devotos, pois exibe Vanitas e Noé desenhados num estilo de cartas de baralho. O CD incluirá ainda a música de estreia de LMYK, “Unity”, atendendo aos pedidos dos fãs do filme The Legend of Hei.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.