Análise de Warriors Orochi 4: Ultimate

A produtora e editora Omega Force e a Koei Tecmo decidem como habitual divulgar uma versão mais “composta” do mais seu recente Warriors Orochi.

O musou, Warriors Orochi 4 que teve o seu lançamento na Europa em Outubro de 2018 e que foi lançado no Japão como Musou Orochi 3, oferece-nos a combinação de nobres guerreiros e deuses baseados em lendas e mitologias clássicas, onde poderemos encontrar emblemáticas figuras da época dos Três Reinos da historia Chinesa e do período Sengoku Japonês.

A narrativa toma lugar após o “true ending” de Warriors Orochi 3, onde Zeus, rei do Olímpio, decide trazer de volta algumas figuras das suas franquias musou, Dynasty Warriors e Samurai Warriors, onde vamos poder observar inúmeras batalhas num universo criado por ele e pelos seus filhos, Athenas e Ares. O problema dá-se quando Perseu, também filho de Zeus, cansado da intromissão constante do seu pai nos assuntos dos mortais, decide roubar as oito lendárias pulseiras de Ouroboros, criadas de fios de cabelo da Medusa, contendo poder divino para ajudar os humanos.

Com a nova expansão, Warrior Orochi 4: Ultimate para as consolas e PC (Steam) vamos explorar mais de 170 personagens, sendo alguns deles Ryu Hayabusa de Ninja Gaiden, Hades, deus do submundo e Joana d’Arc de Bladestorm: The Hundred Years´War. Esta versão começa após o quinto capítulo com entrada da deusa Gaia no enredo. Com o jogo base temos mais de 50 missões o que faz de WOU4 um título com mais longevidade, embora acabe por tornar-se um pouco monótono depois de metade das suas missões. Contudo, para quem gosta de algo mais desafiante tem agora a possibilidade de experimentar tanto em modo online e off-line o novo “Infinity Mode”, um método onde os guerreiros enfrentam o “Trial of Zeus”, no qual constam doze torres representando cada signo do zodíaco. À medida que vamos enfrentando estes desafios, que com o avançar tornam-se cada vez mais exigentes, o jogador vai adquirindo pontos de experiência, desbloqueando personagens e melhorando o seu armamento. Outro pormenor interessante, foi a melhoria dos Sacred Treasures, poderosos items com habilidades mágicas que podem ser trocados entre os personagens, permitindo combinações de ataques devastadores. Para quem anteriormente atingiu o nível máximo (100), terá agora a possibilidade de progredir ainda mais o nível dos seus personagens.

É importante destacar que para os jogadores estreantes é necessário avançar um pouco na história para poder desbloquear as novas adições incluídas.

Cada personagem tem um tipo de classe e estilo próprio de arma que determina a sua habilidade, permitindo a escolha do guerreiro que nos é mais adequado que em combate pode ser alterado entre três lutadores aos quais se junta uma formação de quatro elementos de suporte. O conceito de magia e dos Sacred Treasures, implementados nesta quarta sequela é dos principais pontos a salientar trazendo um reforço técnico de modo a facilitar o combate contra os inimigos que nos vão aparecendo durante os combates. Os mapas remontam a um sistema mais clássico pelo seu conceito labiríntico, no entanto, as missões de Warrior Orochi 4: Ultimate geralmente resumem-se a derrotar o líder inimigo e pouco mais o que torna a progressão do jogo um pouco enfadonha. Uma das alterações a ter em conta nesta edição deveria ter sido o nível de inteligência artificial dos adversários, descuido que se tem mantido desde as sagas anteriores.

Embora Warrior Orochi 4: Ultimate apresente um novo interface as diferenças são pouco notórias, sendo que as cenas cinematográficas acrescentam mais algum entusiasmo durante o percurso do jogo. A Omega Force continua aqui a destacar-se na positiva pelos designs dos ambientes, dos personagens, e os seus equipamentos que remontam às suas origens.

A versão Ultimate Deluxe Edition é um reforço mais completo do jogo que para os verdadeiros apreciadores do género pode provocar um maior entretenimento graças à quantidade de elementos alternativos disponibilizados, tais como armas, tesouros e o desbloqueio antecipado dos personagens: Kyubi, Tamamo, Yinglong, entre outros. Dito isto, as novas adições ajudam para quem conhece a serie a continuar a usufruir de todo universo extenso de Warrior Orochi com novo charme.

Warrior Orochi 4: Ultimate, lançado a 14 de Fevereiro de 2020 foi jogado numa PlayStation 4.