Após o relato de que o soluçar incessante da versão PC de Resident Evil: Village era devido ao uso do software anti-pirataria Denuvo, a Capcom prometeu uma solução para resolver este problema.

Pirataria resolve os problemas técnicos da versão PC de Resident Evil: Village

Através do Twitter oficial do jogo soubemos que a mesma lançou uma nova atualização do jogo que além de corrigir definitivamente (embora não especifique que ajustes foram realizados) o problema de taxas de fotogramas, também adicionou o recurso à tecnologia AMD FidelityFX Super Resolution (FSR). De salientar que a assustadora aventura da Capcom não possui suporte à NVIDIA DLSS, e que agora também poderá ser desfrutada com uma maior fidelidade visual recorrendo ao ray tracing sem comprometer taxas de fotogramas.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.