Call of Duty consegue alcançar mais 3 mil milhões de dólares nos últimos 12 meses

A Activision anunciou que Call of Duty: Black Ops Cold War, depois do lançamento alcançou novos recordes diante a franquia, gerando até hoje mais de 3 mil milhões de dólares nos últimos 12 meses em todos os seus produtos e serviços.

Para além disto, a editora anuncia ainda que mais de 200 milhões de jogadores jogaram Call of Duty este ano, e que este mês de novembro foi o melhor mês em termos de número de jogadores e de horas jogadas.

“O entusiasmo ao longo do último ano em torno do Call of Duty tem sido incrível”, diz Byron Beede, Vice-Presidente executivo e General Manager de Call of Duty na Activision, acrescentando que este é apenas o início, já que os jogadores de Call of Duty Black Ops Cold War poderão contar com conteúdo adicional e gratuito pós lançamento ao longo de várias temporadas, sendo que a primeira irá estrear-se já este mês.

Ainda afirmou que Warzone, a gigantesca arena de combate free-to-play integrada no universo do Call of Duty: Modern Warfare, já ultrapassou os 85 milhões de jogadores desde o seu lançamento, no passado dia 10 de março.

Nesta sequela do original Call of Duty: Black Ops, os jogadores encontram figuras históricas e aprendem duras verdades enquanto lutam por toda a parte do mundo em locais icónicos como Berlim Oriental, Turquia, Vietname, Moscovo na Era Soviética, e muito mais. Como agentes de elite, os jogadores tentam parar um enredo, existente há décadas, enquanto seguem o rasto de uma figura sombria chamada Perseus, que está numa missão para desestabilizar o equilíbrio global do poder e mudar o curso da história. Para além da Campanha, os jogadores poderão levar um arsenal de armas e equipamentos da Guerra Fria para a próxima geração de combate multijogador e uma nova experiência com Zombies.

Black Ops Cold War está disponível para a PlayStation 4 e para a PlayStation 5, tanto em formato físico como em formato digital através da PlayStation Store, desde o passado dia 13 de novembro.