Diretor criativo de World of Tanks é despedido por apoiar publicamente a invasão russa na Ucrânia

Wargaming apoia a Ucrânia

World of Tanks é um dos mais célebres “MMO” da atualidade.

As batalhas contra os mais poderosos blindados da história inspiraram verdadeiras multidões e alistam diariamente novos soldados para os seus campos de batalha.
Contudo, alguns acontecimentos também apresentam paralelismos com o atual conflito entre a Rússia e a Ucrânia, que infelizmente não para de receber desenvolvimentos perturbantes, dia após dia.

É precisamente sobre estes acontecimentos que Sergey Burkatovskiy, o (ex) diretor criativo do jogo, acabou sendo despedido por demonstrar no Facebook que apoiava a invasão russa na Ucrânia. No rescaldo deste perturbador acontecimento a Wargaming, confirmou oficialmente à PC Gamer que Burkatovskiy foi despedido por representar ideologias diferentes. A empresa também acrescentou que fez uma doação de 1 milhão de dólares para a Cruz Vermelha da Ucrânia.

A Wargaming tem sede na Bielorrússia e possui centenas de funcionários que residem na capital ucraniana, Kiev. Nesta fase a principal meta da empresa é fornecer casas alternativas aos seus funcionários, salário pagos antecipadamente e fundos adicionais para os ajudar nas viagens.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.
Subscreve
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments