Dreams é a nova plataforma de desenvolvimento da nova pós-graduação em Game Design do IADE

A Sony Interactive Entertainment Portugal revelou que os alunos da nova Pós-Graduação em Game Design do IADE – Faculdade de Design, Tecnologia e Comunicação da Universidade Europeia vão utilizar Dreams, o jogo desenvolvido em exclusivo para a PlayStation 4 pelo estúdio Media Molecule, como plataforma de desenvolvimento e de trabalho.

A iniciativa decorre de uma parceria entre o IADE e a Media Molecule, com o apoio da Sony Interactive Entertainment Portugal no âmbito da iniciativa PlayStation First, colocada no programa PlayStation Talents. O novo curso começa em Dezembro, em horário pós-laboral, entre um a dois dias por semana, e é a primeira Pós-Graduação em Game Design que conta com o Dreams como plataforma de desenvolvimento no seu programa letivo.

Esta ação tem como objetivo impulsionar a formação universitária especializada no desenvolvimento de videojogos, dando aos universitários acesso às plataformas próprias da PlayStation, contando com o acompanhamento da Sony Interactive Entertainment e preparando-os para o verdadeiro mercado de trabalho. A nova Pós-Graduação destina-se aos estudantes de licenciaturas de cursos relacionados com o desenvolvimento de videojogos, ciências informáticas, audiovisuais, multimédia, artes e design e aos profissionais das áreas criativas que pretendam desenvolver e aprofundar os seus conhecimentos e competências na área de Game Design.

Dreams oferece aos jogadores a oportunidade de libertarem a sua criatividade, e de darem vida às suas ideias com ferramentas inovadoras e fáceis de utilizar. Para além disso, dá-lhes ainda a possibilidade de poderem partilhar depois as suas criações com uma comunidade global.

Subscreve
Notify of
guest
2 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
madmonkey mcknight
27 , Outubro , 2020 10:44

Isso parece interessante, mas ao mesmo tempo meio que inútil pois o Dreams não é uma linguagem de programação nem algo open source para poder ser utilizado no desenvolvimento de jogos. A única utilidade que vejo é para a aprendizagem, mas mesmo assim não vão poder usar o que “aprenderam” no Dreams no mercado de trabalho.

Ronanfalcon
Ronanfalcon
21 , Novembro , 2020 2:25

A ideia é interessante, mas programação profunda de jogos, e o jogo Dreams, tem uma distância muito relevante. Como uma “experiência”, acho válido, mas como base, nem tanto.