Festeja os 70 anos de Shigeru Miyamoto com este artigo

Uma verdadeira lenda viva

É impossível falar da história dos videojogos sem mencionar o nome de Shigeru Miyamoto.

Isto porque esta verdadeira lenda viva não só revitalizou este mercado como criou verdadeiros ícones que transitaram para os mais variados media.

Tudo começou em 1979 quando entrou no departamento artístico da Nintendo, quando a empresa era primordialmente conhecida como fabricante de brinquedos. O seu trabalho foi criar a arte para Sheriff (ou Bandit), um jogo de arcadas multidirecional de 1979. No entanto, foi em 1981 que se destacou como diretor na empresa por criar Donkey Kong, um jogo inspirado no filme King Kong, onde um misterioso carpinteiro tentava incansavelmente evitar todo o tipo de objetos para salvar a sua amada das garras de um gorila gigante.

O sucesso foi de tal forma imenso que Donkey Kong recebeu uma série de animação, e diversas continuações em diversos sistemas proprietários da marca, tais como os jogos eletrónicos, Game & Watch. Em 1983 finalmente deu nome ao seu carpinteiro, mudou-lhe a profissão e deu-lhe um irmão com Mario Bros para as arcadas.

No entanto, foi em 1985 que fez o impensável e não só revitalizou um mercado estagnado, como criou um dos mais célebres e inovadores jogos alguma vez produzidos, falamos claro de Super Mario Bros. para a Nintendo Entertainment System, o jogo que cimentou o legado do Super Mario, e introduziu o scrolling em videojogos.

Após este estrondoso sucesso, Shigeru Miyamoto não cessou de criar outras séries de renome, tais como The Legend of Zelda, F-Zero, Star Fox, Luigi’s Mansion, Pikmin e um dos principais nomes na criação das consolas Nintendo Gamecube, Nintendo Wii, Nintendo Wii U, e Nintendo Switch.

Atualmente esta sorridente personalidade passou a tocha para novas gerações, mas o seu contributo ainda é sentido na Nintendo e na indústria no geral. Neste dia em que este ilustre senhor completa 70 anos vamos todos desejar-lhe feliz aniversário e comentar o que produziu em cada um de nós.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.
Subscreve
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments