Horizon Forbidden West recebe novas informações e passagens de jogabilidade

14 minutos de fazer cair o queixo

A Guerilla Games revelou 14 minutos de jogabilidade, capturada na PlayStation 5, do mais que aguardado Horizon Forbidden West durante o State of Play dedicado ao mesmo.

Nesta nova aventura, Aloy descobre que é a única esperança para um mundo à mercê do Blight, uma misteriosa doença que consome todas as formas de vida a um ritmo alarmante. A jovem parte para o oeste junto dos seus companheiros, na busca de uma tecnologia antiga para erradicar o Blight de uma vez por todas.

Horizon Zero Dawn, já tinha um aspeto fantástico, mas os visuais desta nova aventura estão muito superiores. Neste pequeno excerto podemos assistir a mundo mais aberto e orgânico, que ao invés de selvas apresenta-nos cenários mais tropicais. O sol não é tão pálido, e incide com mais intensidade em ambientes rodeados por mares. Os modelos de personagens e especialmente animações também receberam enormes incrementos de qualidade. O oeste alberga novas máquinas ainda mais mortíferas que as que enfrentou no primeiro jogo. Estas assumem também novas formas, nesta breve passagem podemos assistir ao confronto contra um Mamute mecânico. Tal como no primeiro jogo Aloy, não enfrentará apenas adversários de metal frio, perigosas tribos também barram o seu caminho. Felizmente nestes anos, Aloy desenvolveu a capacidade de nadar, usar um gancho para alcançar superfícies de difícil acesso, uma fisga que atira granadas de cola, bombas de fumo, e até usar uma nova ferramenta para planar. A Guerrilla Games, referiu estas são apenas algumas das novidades, e que no jogo final, Aloy vai ter um arsenal ainda mais variado que vai oferecer aos jogadores mais opções para abordarem os seus adversários.

Horizon Forbidden West está agendado para receber lançamento para a PlayStation 4 e PlayStation 5 ainda durante este ano. Neste segmento apenas tivemos acesso à versão para a nova consola da Sony.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.
Subscreve
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments