Nintendo leva a Team Xecuter e Gary Bowser aos tribunais judiciais

So long Gary Bowser!

De acordo com o website Polygon, a Nintendo abriu mais um processo nos tribunais judiciais. Desta vez os alvos são novamente a Team Xecuter, uma organização/empresa que vende produtos piratas, e Gary Bowser (por muito irónico que pareça) um programador da mesma, que tem dado que fazer à gigante de Quioto desde a geração da Nintendo DS até à atual.

A Nintendo indica que o SX OS está a ser pré-instalado em diversos pontos de venda no seu hardware mais atual, a Nintendo Switch. O processo detalha como a Team Xecuter e Gary Bowser, são os principais responsáveis pelo sistema operativo ilegal, fornecendo um amplo histórico de operações criminosas, e as diversas redes e áreas que operam e possuem.


Por último, mas certamente não menos importante neste processo, a Nintendo indica que Bowser, desenvolveu ferramentas de pirataria durante anos, quer na Nintendo como nas suas concorrentes. Além dos seus atuais hacks com fins lucrativos para a Nintendo Switch, a empresa afirma que Bowser foi um dos responsáveis por produzir ferramentas piratas nas gerações da Nintendo DS, Nintendo Wii/U e Nintendo 3DS.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal, até à sua atualidade. Devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também é adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.