Nintendo revela que foi um site português o responsável pelas leaks de Pokémon Sword e Pokémon Shield

Duas semanas antes do lançamento oficial de Pokémon Sword e Pokémon Shield uma conta de twitter começou a revelar vários pokémon que ainda não tinham sido anunciados. A The Pokémon Company International e a Nintendo rapidamente entraram em ação e acabaram por descobrir e revelar hoje que o responsável pelas leaks era o site português FNintendo, conhecido pela sua relação próxima com a gigante japonesa.

O FNintendo violou assim o seu acordo de confidencialidade e revelou informação relacionada com uma cópia para review que a Nintendo ofereceu ao site. No site do FNintendo podemos ler:

A Nintendo ofereceu-nos uma cópia do jogo para fins de análise, com diretrizes claras de embargo, com as quais concordámos. Essa cópia foi enviada para um dos nossos colaboradores, que partilhou indevidamente as fotografias referidas. Após a investigação, a FNintendo terminou o seu relacionamento com esse colaborador.

A Nintendo Portugal emitiu o seguinte comunicado:

No início de novembro, a Nintendo identificou uma série de fotografias de um ecrã a exibir imagens de vários Pokémon – na altura ainda não anunciados –, dos jogos Pokémon Sword e Pokémon Shield. Essas fotografias foram partilhadas indevidamente online e a Nintendo, juntamente com a The Pokémon Company, identificou rapidamente a pessoa responsável por essa partilha indevida e tomou medidas imediatas.

Esses Pokémon foram partilhados indevidamente por um colaborador do site português FNintendo, que havia recebido uma cópia antecipada do jogo para fins de análise. Ele e a FNintendo falharam em lidar com material confidencial, o que resultou numa clara violação do acordo de confidencialidade entre a Nintendo e o meio de comunicação. Como resultado, a Nintendo não colaborará mais com a FNintendo.

A Nintendo protegerá sempre a sua propriedade intelectual e as suas marcas. As partilhas indevidas prejudicam não apenas a Nintendo, mas os milhares de funcionários que trabalham arduamente nestes jogos e os milhões de fãs em todo o mundo que adoram notícias e surpresas.

Surpreender e cativar os jogadores com novas experiências é uma paixão partilhada pela Nintendo e pela The Pokémon Company. Recorreremos a todos os recursos para garantir que continuem sempre a existir surpresas para os futuros jogadores de jogos Pokémon.

O FNintendo já colabora com a Nintendo Portugal há mais de 11 anos e vê assim terminada a sua relação de confiânça com a Nintendo. O site termina o seu comunicado afirmando:

Reconhecemos que é inadmissível violar as diretrizes de embargo e que não lidámos com os materiais para análise com o cuidado devido. Respeitamos plenamente a decisão da Nintendo de cancelar o contrato de confidencialidade entre as nossas empresas em resultado dessa quebra de confiança e aceitamos que não receberemos mais produtos da Nintendo nem seremos convidados a participar nos seus eventos.

Queremos pedir desculpas à Nintendo e à The Pokémon Company, bem como aos nossos leitores, por dececioná-los.

Fica agora a dúvida se a comunidade jornalística portuguesa vai ser de alguma forma afetada por esta fuga de informação de um site português.