Phantom Breaker: Omnia é adiado para o início de 2022

Um adiamento gerado por efeitos de logística e publicação

A Rocket Panda Games, a Mages. e a GameLoop adiaram o lançamento do jogo Phantom Breaker: Omnia.

O frenético jogo de combate 2D estava destinado a receber versões para as plataformas PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC (Steam) até final deste ano, mas agora infelizmente apenas poderemos contar com as mesmas durante os primeiros meses de 2022.

 

Masaki Sakari, o produtor do jogo pronunciou-se sobre estes desenvolvimentos da seguinte forma:

Olá a todos, convosco, está Sakari “P”, o diretor / produtor de Phantom Breaker: Omnia. Infelizmente tenho um anúncio bastante infeliz para vos comunicar.

Pretendíamos lançar o jogo Phantom Breaker: Omnia, até ao final de 2021, porém este teve de inevitavelmente ser adiado para o início de 2022. Compreendemos que muitos esperavam joga-lo o mais brevemente possível, e para os nossos fãs mais veteranos, devo um enorme pedido de desculpas.

Na verdade, os processos de portabilidade e localização levaram mais tempo do que esperávamos… assumo a total responsabilidade por subestimar o tempo de tarefas tão importantes.

No entanto, tenho o prazer de relatar-vos que a partir de agora, o jogo pode ser executado em todas as nossas plataformas anunciadas (Xbox One, PlayStation 4, Nintendo Switch e PC) e começaremos o seu controlo de qualidade muito em breve. Devemos conseguir anunciar uma data de lançamento nos próximos meses, fiquem atentos!

Prometo a todos que estarão a jogar este jogo nos primeiros meses de 2022. Compreendo que este atraso possa ser preocupante para alguns fãs, mas não há volta a dar a esta situação, por favor sejam pacientes connosco enquanto continuamos a trabalhar arduamente para vos trazer este jogo.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.