Square Enix espera incorporar “NFTs” em jogos centrados na narrativa

Nuvens negras se avizinham no horizonte dos fãs de jogos centrados em narrativas ou personagens

A Square Enix partilhou informações sobre os seus futuros planos.

Estes foram destaque no Relatório da Reunião de Acionistas da Square Enix de 2022. Através do mesmo obtivemos em primeira mão a projeção do sucesso financeiro do “MMO” Final Fantasy XIV, um vislumbre de como a Square Enix se está a comportar no mercado mobile, e um foco na criação de NFTs “centrados na história”.

Final Fantasy XIV registou 56% de incrementos em relação ao ano anterior. Relatórios anteriores sobre o sucesso contínuo de Final Fantasy XIV mencionaram a expansão Endwalker, que recebeu lançamento em dezembro de 2021. Embora a Square Enix tenha continuado a expandir a sua divisão mobile, não existiram relatos de nenhuma mudança ou sucesso significativo entre os seus lançamentos mais recentes.

No entanto, o assunto mais polémico foi uma revelação mais intencional de incorporar NFTs no seu modelo de negócios. Além de incluir o desenvolvimento de “jogos e entretenimento em blockchain”, também almeja produzir NFTs concentrados em jogos para um jogador. Este objetivo está incluído numa estratégia a médio prazo, visto que a Square Enix ainda não se sente pronta, mas que num futuro próximo refere que vai transportar as séries Dragon Quest e Final Fantasy para os jogos “blockchain”, ou seja, o mesmo modelo tradicional de RPGs da empresa deve abraçar um novo mercado nos próximos anos.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.
Subscreve
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments