Super String já está disponível nos dispositivos móveis Android e iOS

A sensação mobile coreana chega ao ocidente

A Factorial Games, anunciou o jogo Super String, um novo projeto para o mercado mobile desenvolvido em colaboração com a produtora de webtoons, YLAB.

Super String trata-se do primeiro projeto da Factorial Games desde que foi adquirida pela Pearl Abyss em maio passado. Este aventura SRPG está disponível em quase 180 países.

Super String é uma webcomic que apresenta heróis populares de 14 webtoons da YLAB e os reúne num único universo. Inclui heróis de Island, Blade of the Phantom Master, Reawakened Man, Terror Man, Neolithic Girl e muitos mais. Desde o seu lançamento doméstico na Coreia em maio deste ano, que ocupa o primeiro lugar nas tabelas de transferências da Google Play e na App Store da nesse território.

O jogo apresenta uma narrativa envolvente com sequências cinemáticas de alta qualidade produzidas com modelos 3D. A estratégia é essencial ao jogar, ao usar “combinações” e “habilidades” de forma adequada, os jogadores conseguirão derrotar as forças do mal que estão prestes a destruir o mundo. Para liderar os heróis à vitória, os jogadores devem combinar mais de 100 heróis e monstros e, em seguida, posicioná-los estrategicamente nos seus turnos para triunfar. O SRPG oferece diferentes resultados estratégicos, com base na forma como os jogadores posicionam as suas equipas e como combinam estrategicamente as habilidades de cada um dos seus heróis.

Para comemorar o lançamento global do jogo, a Factorial Games realizará uma série de eventos onde os jogadores podem reivindicar recompensas úteis, tais como o “First Free Prophetic Summoning Ticket” e “First Agent Recruitment, Yun Bitnara (SS-Grade)”, e um Evento “Party” onde os jogadores podem adquirir um “SS-Grade Agent Summoning Ticket” após a conclusão das missões semanais de 7 dias.

Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.