Sword Art Online: Fatal Bullet – Análise

Um dos melhores de Sword Art Online que já joguei

Em Sword Art Online: Fatal Bullet a tentou algo de novo afastando-se do combate corpo a corpo típico de Sword Art Online e introduz o mundo de Gun Gale Online (GGO) que já foi anteriormente animado para série anime e onde conhecemos a sniper favorita de muitos, Shino “Sinon” Asada.

Enquanto que na novel de  seguimos Sinon, Kirito e Death Gun no Bullet of Bullets (BoB) em Fatal Bullet somos um amigo de infância de Kureha e acabamos de chegar aquele mundo virtual de GGO. Como novatos temos a sorte de logo nos momentos iniciais do jogo encontrar o ArFA-sys X, uma inteligência artificial muito rara que detém a chave para acedermos à um Space Battle Cruiser que vai ser introduzido no jogo como um update.

Assim começamos a nossa aventura neste JRPG onde temos de encontrar as peças do ArFA-sys X para conseguirmos aceder ao Space Battle Cruiser e claro irmos evoluindo a nossa personagem ao longo do jogo.

O sistema de criação de personagens está bem conseguido e no nosso primeiro live-stream juntamente com os leitores criamos uma das personagens mais bonitas do jogo. A personalização não se fica apenas pela nossa personagem e estende-se também para o ArFA-sys X que é igualmente personalizável, aliás, até a sua personalidade pode ser alterada.

Com os pontos de experiência que vamos acumulando vamos poder intervir em vários stats AGI, DEX, LUC, STR, VIT, LIV, num sistema que vai agradar aos jogadores que gostam de fazer microgestão dos seus personagens, mas sem ser demasiado complexo para os fãs casuais deste tipo de jogos. O mesmo se aplica às armas, que estão divididas em várias categorias e que podem igualmente ser evoluídas com a recolha de materiais, mas nada de muito complexo.

um dos melhores de Sword Art Online que já joguei

O que não falta em Sword Art Online: Fatal Bullet são bosses, alguns verdadeiramente épicos ao bom estilo de Sword Art Online, mantendo assim o espírito da franquia. E muitos minutos se vão ver envolvidos em lutas singulares com os inimigos a mudarem de padrão de ataque tal como vemos na novel e anime. Importante será também detetarem os pontos fracos e assim explorarem as fraquezas dos inimigos que à primeira vista aparentam ser colossais.

O jogo torna-se numa espécie de FPS na terceira pessoa e para além de podermos atirar em modo manual temos também um sistema de auxilio que para quem não jogou o jogo pode parecer uma forma de batota, mas a realidade é bem diferente e rapidamente nos apercebemos que é uma componente fulcral e muito bem implementada em Sword Art Online: Fatal Bullet.

Graficamente Fatal Bullet mantém-se fiel ao universo de Sword Art Online, não sendo exatamente um pináculo da qualidade gráfica, o Unreal Engine 4 é capaz de bem melhor, mas não é suficientemente má para deteriorar o gameplay.

Em termos de gameplay Sword Art Online: Fatal Bullet sofre um problema de ritmo e as primeiras das horas de jogo podem ser desesperantes para os fãs de jogos de ação. Enquanto que o combate é excelente, extremamente fluido e agradável, com boas mecânicas, Fatal Bullet parece ter um problema de dupla personalidade, um jogo que quer ser um RPG de ação mas que ao mesmo tempo que ser uma visual novel, e muito, mas mesmo muito tempo vai ser passado pelo jogador em estranhos e longos diálogos que muito pouco acrescentam à história do jogo. Para além dos muitos diálogos outra característica do jogo que certamente frustrará muitos são os multiplos ecrãs de loading, Fatal Bullet usa e abusa de loadings.

Fatal Bullet parece ter um problema de dupla personalidade, um jogo que quer ser um RPG de ação mas que ao mesmo tempo que ser uma visual novel

A inteligência artificial dos nossos NPCs, principalmente do ArFA-sys X também deixa muito a desejar e muitas são as vezes em que o nosso companheiro de suporte se torna na realidade um estorvo colocando-se à nossa frente ou então ao não atacar deslocando-se na área de combate sem aparente objetivo.

Se nos abstrairmos deste dois pontos negativos do jogo, Sword Art Online: Fatal Bullet é sem dúvida um jogo divertido, aliás um dos melhores de Sword Art Online que já joguei. O gameplay é suficientemente atrativo para fazer com que voltem uma e outra vez ao jogo, sem sentirem um ambiente repetitivo.

No que toca a jogabiliade online, o modo co-op online é sem duvida o mais divertido principalmente nas batalhas contra bosses, já o PvP peca por termos poucos jogadores online nesse modo, pelo que podem ter de esperar algum tempo até entrarem numa partida.

Este foi definitivamente um passo certo nos jogos de Sword Art Online sendo que é ainda necessário limar algumas arestas.