Treinador Pokémon GO de 56 anos preso por agredir outro treinador de 55 anos

Treinador Pokémon GO de 56 anos preso por agredir outro treinador de 55 anos

No passado dia 10 de agosto a polícia de Hokkaido prendeu Kento Sato, um homem de 56 anos que terá agredido outro de 55 anos enquanto jogavam Pokémon Go.

Sato é acusado de agarrar o homem pelo peito através da janela do seu carro e danificar o seu espelho lateral.

A causa da disputa teria sido o jogo para smartphones Pokémon GO. Os dois competiam pelo controlo do mesmo ginásio quando as coisas aqueceram entre Sato e a sua vítima.

Essa altercação pode ter sido o resultado de tensões que cresceram durante um longo período de tempo, já que os dois homens admitiram que se conhecem há alguns anos após se conhecerem durante o jogo.

Esta já não é a primeira vez que Pokémon Go causa violência e em julho de 2019 um jogador de Pokémon GO foi preso por partir nariz a outro jogador