Artista de Dragon Ball Super revela Horário de Trabalho Brutal

Toyotarō fala também como se tornou no mangaká de Dragon Ball Super

Artista de Dragon Ball Super revela Horário de Trabalho Brutal

Ser o responsável pelo mangá de Dragon Ball Super, não é nada fácil pois é uma responsabilidade enorme ter nas mãos uma das franquias mais populares de sempre.

(Dragon Ball Heroes) é o responsável pelo mangá com supervisão do criador original (Dragon Ball, Dr. Slump) e numa entrevista ao Dragon Ball Super: Nouvelle ele falou como é difícil manter o ritmo de lançamentos do mangá de Dragon Ball Super.

Em baixo ficam duas questões a que ele respondeu:

Como é que se tornou no mangaká de Dragon Ball Super?

Em 2011 eu fui inspirado por um jogo, Dragon Ball Heroes, e desenhei uma história completa. Eu peguei nesse pequeno mangá e apresentei-o à Shueisha, a maior editora do Japão. Os editores gostaram tanto da minha história que decidiram publica-la na “V Jump”, uma conhecida revista sobre mangá. Eu trabalhei para eles durante 4 anos. E depois em 2015 a Shueisha deu-me a oportunidade de trabalhar em Dragon Ball Super. Senti-me verdadeiramente honrado.

Quantas páginas tem de desenhar por mês?

45, o que significa aproximadamente um capítulo. Eu tenho 30 dias para pensar sobre a história e verificá-la com Toriyama-sensei, desenhar o primeiro rascunho, e depois ilustrar tudo. A construção de um capítulo demora muito tempo. Por isso, eu só durmo 6 horas por noite. No tempo restante estou na minha cadeira a desenhar. Às vezes desenho 10 páginas por dia, o meu recorde pessoal, mas outras vezes desenho 0 páginas. Tudo depende da inspiração… e se estou atrasado.