Autor de Chainsaw Man edita novo one-shot após ser acusado de discriminação

Look Back visual

Tatsuki Fujimoto, o autor de Chainsaw Man, lançou recentemente o one-shot Look Back que foi muito bem recebido pelos fãs, mas aparentemente ele fez agora várias alterações na história num esforço para abordar o material que pode ser visto como discriminatório.

Os fãs aperceberam-se disso quando a Shonen Jump+ anunciou que estavam a ser feitas mudanças em Look Back. Fujimoto foi “convencido” a fazer as edições depois de alguns fãs apontarem várias “expressões inadequadas” com o vilão.

O problema em questão tem a ver com o assassino e a sua saúde mental. Look Back descreve o seu misterioso assassino como um homem que está a ouvir vozes e se sente como se os estudantes de arte locais roubassem as suas melhores ideias. Descrito como tendo um episódio paranoico, o violento ataque do assassino à escola é atribuído à sua esquizofrenia. Alguns fãs começaram a afirmar online que tal correlação é discriminatória, já que nem todos os indivíduos com doenças mentais se tornam assassinos. E assim, Fujimoto decidiu fazer alguns ajustes.

Segundo o artista, ele fez as edições “pelo desejo de evitar retratar algo que pudesse estar ligado à promoção de preconceitos ou discriminação”. Agora, Look Back tem uma leitura diferente, já que se diz que o assassino entrou no prédio com a intenção de matar a primeira pessoa que vir. Antes, a história dizia que o assassino foi levado a assassinar estudantes pelas vozes na sua cabeça. Mais algumas mudanças foram feitas nos motivos do vilão, e todas as menções de doença mental foram removidas.

FONTE@shonenjump_plus
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.