Autor de Jujutsu Kaisen explica referência ao mangá Uzumaki de Junji Itou

Através de uma leak de uma página extra do 16º volume do mangá Jujutsu Kaisen de Gege Akutami ficamos a conhecer o motivo da referência do mangá ao mangá Uzumaki de Junji Itou.

No artigo podemos ler:

O “Maximum: Uzumaki”, que apareceu do “Volume 0” da obra, foi inspirado na série de mangás “Uzumaki” de Junji Itou. Gege mencionou que queria desenhar Uzumaki em duas ocasiões, uma para publicação na Weekly Shonen Jump e outra no volume compilado, mas revelou que não conseguia fazer um “Maximum: Uzumaki” tão assustador quanto o original. Gege também observou que tinha um padrão claro para diferenciar uma paródia de um tributo. Ele agradeceu a muitos autores, incluindo Junji Itou, que lhe deu permissão para usar as suas propriedades intelectuais, embora às vezes Gege Akutami e a Weekly Shonen Jump demorassem a notificr, principalmente devido ao ritmo intenso de publicação e cronogramas apertados.

Jujutsu Kaisen começou a ser lançado na Shonen Jump a 5 de março de 2018, fazendo parte da iniciativa JUMP START que tem como objetivo estrear novos mangás de sucesso na revista.

Na sua sinopse podemos ler:

Yuuji é um génio no atletismo. Mas ele não tem interesse em correr em círculos, ele é feliz sendo apenas um membro do Clube de Pesquisa Oculta. Embora ele esteja apenas no clube por diversão, as coisas ficam sérias quando um espírito aparece na escola! A vida está prestes a ficar muito estranha na escola do ensino médio de Sugisawa Town!

Quanto à série anime, a animação é do estúdio MAPPA (Dororo, Yuri!!! on Ice, In This Corner of the World, Rage of Bahamut Genesis), a direção é de Sunghoo Park (The God of High School), o argumento é de Hiroshi Seko (Attack on Titan: Lost Girls, Banana Fish, Vinland Saga), o design de personagens é de Tadashi Hiramatsu (His and Her Circumstances, Yuri!!! on Ice, Parasyte -the maxim-) e a música é da responsabilidade de Hiroaki Tsutsumi, Yoshimasa Terui e Arisa Okehazama.

Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.