Mangá de Fairy gone chegou ao fim

Capa do volume 1 do mangá Fairy gone
Capa do volume 1 do mangá Fairy gone

A mais recente edição da Bessatsu Shōnen Magazine publicou o último capítulo do mangá Fairy gone de Ryōsuke Fuji (Attack on Titan: Lost Girls). O 2º volume vai ser lançado a 9 de janeiro de 2020.

O mangá é uma adaptação da série anime original do estúdio P.A.WORKS. O mangá começou a ser publicado a 9 de abril de 2019 e o primeiro volume foi lançado a 9 de agosto de 2019.

A série anime dirigida por Kenichi Suzuki (Cells at Work!, JoJo’s Bizarre Adventure: Stardust Crusaders, Drifters) com história por Ao Jūmonji (autor da novel Grimgar of Fantasy and Ash) começou a ser exibida a 7 de abril e o seu segundo cour (2ª parte) começou a 6 de outubro. A série anime vai ser formada por 24 episódios que serão lançados em 8 volumes DVD/BD.

Com o slogan “Uma vez, as fadas eram armas”, o anime desenrola-se num mundo onde as fadas possuem e residem dentro dos animais, concedendo-lhes poderes especiais. Ao remover cirurgicamente e transplantar os órgãos de um animal possuído para um humano, os humanos podem parcialmente invocar a fada e usá-la como uma arma. Eventualmente, esses indivíduos foram usados para a guerra e chamados de “Soldados Fadas”. Depois de uma longa guerra, estes soldados perderam o seu propósito e tiveram que se reintegrar à sociedade. Do governo, para a máfia e até tornando-se terroristas, cada um segue o seu próprio caminho.

A história começa nove anos após o fim da guerra e centra-se na protagonista Maria. Maria é uma nova recruta de “Dorothea”, uma organização dedicada à investigação e repressão de crimes e incidentes relacionados com fadas. Mesmo em tempo de paz, o governo ainda é instável após a guerra. Muitos criminosos ainda têm feridas do conflito anterior, e há grupos terroristas empenhados em vingar-se. Esta é a história de soldados fada à procura da sua própria justiça num mundo pós-guerra caótico.