Tradução e clássicos no segundo dia do NewPOP WEEK 2021

Nesta terça-feira (2o) foi realizado o segundo dia do NewPOP WEEK 2021. Neste segundo dia do evento online da editora NewPOP foi iniciado com uma palestra sobre o processo de tradução de mangas e novels.

A primeira parte deste segundo dia de evento foi sobre os desafios de se traduzir obras do japonês para o português brasileiro. Foi revelado que as duas línguas possuem poucas coisas em comum e que por esse motivo o contexto é muito utilizado para colocar coisas no singular, no plural ou definir o gênero do personagem. Foi usado como exemplo um ex do personagem Haruki do manga Given, onde não foi revelado o gênero desse ex e foi necessário os tradutores pesquisarem se essa informação existia. Outro exemplo foi do manga GTO, onde o autor deixa diversas balões de fala minúsculas e que isso pode passar despercebido pelo tradutor.

Sobre o tempo que demora para se traduzir um manga, foi revelado que isso depende da obra, das pesquisas de material, entre outros fatores. Já sobre o uso de palavras estrangeiras dentro da obra foi revelado que existem algumas dificuldades e falam que No Game No Life usa bastante de palavras estrangeiras. Já sobre expressões, foi revelado que através de uma boa pesquisa é possível achar expressões equivalentes nos dois idiomas.

Novel No Game No Life banida na Austrália

Em relação a nomes inventados pelos próprios autores eles revelaram que nomes utilizados em animes, manga e novel são oficiais e que eles entram em um consenso do qual nome escolhe de acordo com o contexto da série. Já sobre nomes duplos ou com duplo sentido, eles revelaram que isso inicialmente era utilizado pelos autores para auxiliar crianças que ainda não sabiam ler kanji e por esse motivo colocavam as mesmas palavras em hiragana/katakana, mas com o tempo os mangakas passaram a usar esse artificio como para adicionar jogos de palavras que tinham um sentido no kanji e um sentido diferente no hiragana/katakana.

Sobre tradução de onomatopeias, foi revelado que para a tradução da NewPOP é preferível uma adaptação a uma tradução literal e que a editora evita ao máximo colocar notas de rodapé pois isso pode ser uma quebra na leitura ou acabar sendo algo anticlimático.

Um dos temas sobre a tradução foi sobre como é decido o nome da obra, onde foi revelado que a editora discute a partir de uma interpretação do autor e pesquisa nomes oficiais usados em outros países que já publicaram aquela mesma obra ou em produtos já lançados. Em alguns casos a editora japonesa envia uma lista de nomes de sugestão. Como exemplo foi revelado que o autor de No Game No Life, Yuu Kamiya, mandou uma lista de orientações para a tradução da edição brasileira da obra. Outro ponto discutido foi o uso de honoríficos na obra. Neste ponto foi revelado que a NewPOP evita usar honoríficos em suas obras, que ela preza pela fluidez e que por esse motivo é realizada o máximo de adaptação das obras publicadas pela editora, porem é mantido em alguns caso em que ele possui algum valor e contexto (como o caso do apelido Emilia-tan em Re:Zero).

A segunda parte deste segundo dia do NewPOP WEEK 2021 foi focada em falar em obras clássicas e a importância do mangaka Go Nagai. No inicio foi revelado que o manga Patrulha Estelar Yamato, de Leiji Matsumoto, vai entrar em pré-venda no Brasil em fevereiro e será lançado pela editora no mês de março.

Quando foi entrado no tema foi destacado que clássicos são “Clássicos, no sentido de pioneirismo”, foi destacado os assuntos mais sérios e viscerais que o manga Devilman fez em sua época e que Cutie Honey foi uma protagonista mulher em uma revista shonen e mostrando a primeira heroína que se transforma. Já o manga Patrulha Estelar Yamato foi citado como pioneiro por trazer um sentido de opera espacial e ficção cientifica para o mercado japonês.

Foi revelado que a editora NewPOP estava decidida desde o início que nome Patrulha Estelar Yamato seria utilizado na obra e que foi montado todo um argumento para a editora japonesa aprovar o nome usando como base a exibição do anime no anime da série no Brasil nos anos 80.

Ao final foi revelado o selo NewPOP Xogun, um selo dedicado ao lançamento de obras de grandes autores e obras clássicas. O selo terá obras que foram importantes dentro do cenário e que serão lançados em formato 15 x 21 cm, com capa cartão, orelhas e que possam ser acessíveis para o público.

A terceira parte e última parte deste segundo dia do NewPOP WEEK 2021 foi uma discussão sobre a franquia Kamen Rider e sua importância no decorrer no decorrer destes anos e as diferenças entre a série Tokusatsu e o manga criado por Shotaro Ishinomori. Também foi discutido sobre os assuntos polêmicos que Go Nagai a tocou em suas obras e de sua importância em popularizar o gênero de Machas.

Confira abaixo os artigos com os anúncios feitos pela NewPOP neste segundo dia do NewPOP WEEK 2021: