O combate da Netflix à partilha de passwords vai endurecer no início de 2023, tal como é afirmado no seu recente relatório fiscal. O serviço de streaming quer expandir o pagamento de subcontas por mais regiões.

No seu relatório fiscal podemos ler:

No final do primeiro trimestre, esperamos começar a implementar o compartilhamento pago de forma mais ampla. A atual ampla partilha de contas (mais de 100 milhões de domicílios) prejudica a nossa capacidade a longo prazo de investir e melhorar a Netflix, bem como de construir os nossos negócios.

Embora os nossos termos de uso limitem o uso da Netflix a um domicílio, reconhecemos que esta é uma mudança para membros que compartilham a sua conta de forma mais ampla. Por isso, trabalhamos duro para criar novos recursos adicionais que melhoram a experiência da Netflix, incluindo a possibilidade de os assinantes avaliarem quais dispositivos estão a utilizar a sua conta e transferir um perfil para uma nova conta.

À medida que implementamos o compartilhamento pago, membros em muitos países também terão a opção de pagar a mais se quiserem compartilhar a Netflix com pessoas com quem não moram. Como acontece hoje, todos os associados poderão assistir enquanto viajam, seja na TV ou no dispositivo mobile.

À medida que trabalhamos nesta transição – e alguns mutuários param de assistir porque não se convertem para membros extra ou contas de pagamento integral – o engajamento de curto prazo, conforme medido por terceiros como The Gauge, da Nielsen, pode ser impactado negativamente. No entanto, acreditamos que o padrão será semelhante ao que vimos na América Latina, com o engajamento a crescer ao longo do tempo enquanto continuamos a entregar um grande lista de programação e os mutuários se inscrevem para as suas próprias contas.

Subscreve
Notify of
guest

7 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
raul
raul
23 , Janeiro , 2023 2:04

Isso é dar tiro no próprio pé.
Acham que vão ganhar? Os outros serviços tão cobrando mais barato e ainda incentivam o compartilhamento.

Douglas C. Monteiro
Douglas C. Monteiro
Reply to  raul
23 , Janeiro , 2023 3:36

Tbm acho um tiro no pé, porém se der certo as outras plataformas vão fazer a mesma coisa infelizmente. E no final vai incentivar a pirataria…

raul
raul
Reply to  Douglas C. Monteiro
24 , Janeiro , 2023 16:03

Não vejo como isso pode dar certo, pelo menos não no Brasil.
Netflix no Brasil custa uns 40 reais o plano médio enquanto a concorrência você consegue assinar por menos de 20 o melhor plano.
Em outros países até pode ser pois pelo o que eu andei vendo o valor não difere muito.

Douglas C. Monteiro
Douglas C. Monteiro
Reply to  raul
25 , Janeiro , 2023 1:35

No Brasil eu acho dificil mesmo dar certo e se mesmo assim continuarem com isso o numero de assinantes deles vão cair muito mesmo.
Eu espero que não der certo mesmo. Pq a Netflix ainda meio q dita tendências no mercado mesmo do jeito q eles estão no momento. Tanto q na época q falaram q teriam plano com propagandas logo as outras estão querendo colocar tbm, a Disney falou q está trabalhando nisso e o futuro novo canal da Warner o MAX vai ter um plano com propagandas tbm kkkk.
Melhor rezarem, pq se não os canais por streamings praticamente vão ficar igual aos canais a cabo. (apesar que venho falando desde do começo q já eram TV a cabo só mudou o meio mesmo kkkkkkkkk)
E caso der tudo errado com o Netflix acho q em breve eles vão ser comprados, q inclusive tem uns rumores q a Microsoft estaria interessada em compra-los.
Enfim… Tempos q esperar pra ver…

anônimo
anônimo
23 , Janeiro , 2023 11:29

quando acabar o compartilhamento , simplesmente vou cancelar e colocar outra mais barata problema resolvido.

CaioVictorFAD
CaioVictorFA
23 , Janeiro , 2023 12:13

A Netflix continua tomando medidas que só AFASTAM o público em assinar o serviço dela.

Marco
Marco
24 , Janeiro , 2023 11:36

Ao preço que está é ridículo deixarem de permitir partilha de contas….se baixassem o preço ao nível da correncia ainda aceitaria…