Um homem e vários estudantes condenados na Coreia do Norte por assistirem Squid Game

Homem que contrabandeou Squid Game foi condenado à morte na Coreia do Norte

Um homem e vários estudantes condenados na Coreia do Norte por assistirem Squid Game

Na Coreia do Norte, um homem que contrabandeou e vendeu cópias da série da Netflix, Squid Game / Round 6, foi condenado à morte depois das autoridades apanharem sete estudantes do ensino médio a assistir à série. O contrabandista teria introduzido uma cópia de Squid Game da China para a Coreia do Norte e vendido pendrives com a série. As fontes afirmaram que a sua sentença seria executada por pelotão de fuzilamento.

O estudante do ensino médio que comprou uma pen foi condenado a prisão perpétua, enquanto os outros seis que assistiram à série foram condenados a cinco anos de trabalhos forçados, e os professores e administradores da escola foram demitidos e enfrentam agora o exílio ao trabalhar em minas remotas ou outras áreas.

Desde a semana passada que se tornou do conhecimento geral que cópias de Squid Game / Round 6 estavam a circular na Coreia do Norte, apesar dos esforços das autoridades para manter a mídia estrangeira longe. Como habitual na Coreia do Norte o tráfego de conteúdos multimédia é feito através de cartões SD.

A prisão dos sete estudantes é a primeira vez que o governo da Coreia do Norte aplica a lei recentemente aprovada de “Eliminação do Pensamento e Cultura Reacionários” num caso que atinge menores. A lei, promulgada no ano passado, tem como pena máxima a morte para a visualização, preservação ou distribuição de mídia de países capitalistas, especialmente Coreia do Sul e Estados Unidos.

FONTERadio Free Asia
Fundou o OtakuPT em 2007 e desde então já escreveu mais de 40 mil artigos sobre anime, mangá e videojogos.