Animes que foram um desastre em 2016

Animes que falharam em 2016

No final do ano são muitos os tops com os melhores mas porque também aprendemos com os erros aqui fica uma lista com os animes que falharam redondamente em atingir os objetivos a que se propuseram e que foram um falhanço financeiro total.

Quais foram na vossa opinião os maiores falhanços de 2016?

 

1. 

Um dos animes mais esperados e com mais hype de 2016 mas a produção pela () e animação pela   () deitou tudo a perder com o seu CGI pouco conseguido. No final a sua animação não conseguiu conquistar o coração dos muitos fãs e as vendas nem aparecem em algumas tabelas.

Média de Vendas: Não vendeu o suficiente para aparecer nas tabelas

 

2. 

O estúdio baralhou-se um pouco na adaptação da obra de (Mirai Nikki) e os fãs não perdoaram.

Média de Vendas: 330 cópias

 

3. 

foi a trapalhada de 2016 do estúdio (Girls und Panzer, Moetan) mostrando um mau planeamento. A série anime foi exibida até ao episódio 4 tendo parado por “diferença reconhecível entre a qualidade planeada da série e a qualidade actual” tendo regressado mais tarde novamente do início.

Média de Vendas: 350 cópias

 

4. 

Depois do desaire de  o estúdio  tinha um plano para encher o bolso de dinheiro, que tal um  mas com meninas na forma de ? O plano era perfeito mas o estúdio não conseguiu animar a série a tempo e os episódios começaram a ser adiados. Claro está que os fãs não perdoaram.

Média de Vendas: 1,223 cópias

 

5. 

A premissa do manga  da mangaka era promissora e em Abril de 2017 até vai estrear uma adaptação para filme live-action, mas de alguma forma a história não conseguiu conquistar o coração dos japoneses.

Média de Vendas: 405 cópias

 

6. 

Será que o ecchi está a ficar fora de moda? O que é certo é que as vendas foram abismais…

Média de Vendas: 1,003 cópias

 

7.

tentou sair da sua zona de conforto e tentou algo um pouco diferente e conseguiu, parabéns,  é o anime do estúdio com as piores vendas de sempre.

Média de Vendas: 2,191 cópias

 

8. 

Motivado pelos sucessos de e o estúdio lançou-se na adaptação para série anime de a novel do escritor  mas a série não conquistou os japoneses e as vendas foram tão más que muito provavelmente nem deu para pagar o trabalho do staff.

Média de Vendas: 282 cópias

 

9. 

Como é que um dos animes mais vistos este Outono consegue entrar nesta lista? Bem,  tornou-se bem popular nos sites de stream mas aparentemente os japoneses pensam que esta é uma daquelas séries que vemos uma vez e não voltamos a pegar e decidiram não comprar os DB/DVD. Vai ser muito difícil, mas não impossível uma segunda temporada.

Média de Vendas: 860 cópias

 

10. 

Esta série da J.C.Staff teve um bom começo mas começou a perder momentum à medida que os episódios se foram desenrolando. No final as vendas traduziram esse desinteresse.

Média de Vendas: 368 cópias

 

11. 

Utilizando uma fórmula típica este anime da (Sora no Otoshimono, Date A Live II) não conseguiu cativar os japoneses e as vendas foram um reflexo disso.

Média de Vendas: 1,360 cópias

 

12. 

Jogos para smartphones raramente dão uma boa adaptação e o estúdio comprovou isso mesmo.

Média de Vendas: 1,322 cópias

 

13. 

A primeira temporada foi o que foi, mas foi prometida uma gloriosa segunda temporada com um novo diretor e estúdio de animação… resumindo… a coisa não poderia ter corrido pior.

Média de Vendas: 407 cópias

 

14. 

No papel a história prometia muito suspense e mistério mas a execução pelo estúdio (Squid Girl, ) não deu aos fãs aquilo que eles mais esperavam… e as vendas traduzem o descontentamento com a série.

Média de Vendas: Não conseguiu entrar nas listas

 

15. 

Sakamoto merecia mais mas no final o vai ter muita dificuldade em fazer regressar novamente o nosso herói.

Média de Vendas: 407 cópias