Henrique Feist, o ator que interpretou originalmente a personagem Son Goku (adulto e criança) em Portugal, revelou através da sua conta no Facebook que não foi convidado a representar o seu antigo papel na dobragem do filme Dragon Ball Super: Super Hero (Dragon Ball Super: Super-Herói), o segundo filme de Dragon Ball Super.

Para muitos portugueses o Son Goku de Feist, é a voz oficial do maior defensor do universo 7, e a sua omissão do filme levou-os a assistir nos cinemas à sua versão original. Ao contrário do que muitos pensam, o ator e interprete de voz não foi convidado pela produção. O nosso eterno Son Goku demonstrou um grande desagrado quando num dos comentários um utilizador refere que Feist ao não participar no filme estaria desrespeitar os fãs da série.

Henrique Feist revelou que esta afirmação reflete como o país e os seus habitantes encaram a cultura e a arte da representação. Num modo geral falou por todos os intervenientes do espetáculo com a seguinte citação:

Era importante publicar. Como este, pensam muitos. É isto que é ser artista. É isto que esperam de nós. É importante começar a divulgar. Mostrar. Mudar.

No dia anterior Feist tinha escrito no seu facebook:

Não perguntem mais!!! Não, não fui convidado. As razões estarão do lado de quem de direito. Temos pena…mas exploração (mais!), não.

Mesmo com Son Goku com uma nova voz, centenas de fãs de Dragon Ball no nosso país concordaram com a citação de Feist, sublinhando também que os artistas precisam de ser pagos. Aos olhares de muitos infelizmente ainda são vistos como um dado adquirido ou como detentores de um emprego secundário.

Atualmente Henrique Feist, é o diretor da ArtFeist, um empresa de teatro e espetáculos musicais. Na sua alçada também estão representados atores como Ricardo Spínola, que interpretou dezenas de personagem de Dragon Ball como o Tartaruga Genial, Oolong, e Tenshinhan.

FONTEHenrique Feist
Vindo de vários mundos e projetos, juntou-se à redação do Otakupt em 2020, pronto para informar todos os leitores com a sua experiência nas várias áreas da cultura alternativa. Assistiu de perto ao nascimento dos videojogos em Portugal até à sua atualidade, devora tudo o que seja japonês (menos a gastronomia), mas é também adepto de grandes histórias e personagens sejam essas produzidas em qualquer parte do globo terrestre.
Subscreve
Notify of
guest

6 Comentários
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
View all comments
Gafonso
Gafonso
23 , Agosto , 2022 15:40

O Henrique Feist na altura do Broly deu uma entrevista a dizer que saiu por motivos financeiros e que cedia o lugar com muito orgulho ao Miguel Raposo que conhece desde bebé. Agora vem fazer drama pq não o chamaram? Ele cedeu o lugar óbvio que não o vão chamar quando as condições são as mesmas…

Príncipe Vegeta
Príncipe Vegeta
24 , Agosto , 2022 9:06

Todos nós crescemos a ouvir e a identificar o Henrique como sendo (mas não só) o Goku.

Após a saga GT terminar a sua transmissão ainda no final dos 90 foram raras as oportunidades que o Henrique teve de voltar a interpretar o Goku, no entanto, as constantes re-transmissões da série nunca nos deixaram esquecer a sua e a dos restantes actores, vozes e interpretações.

Após anos e anos de ausência, num país onde é raríssimo a chegada e dobragem de animação japonesa aos nossos cinemas, o “novo” Dragon Ball Broly retornou em 2018.

É óbvio que o Henrique foi convidado para voltar a interpretar o seu papel mais mediático, mas o próprio, por razões por si decididas, optou por não retornar e por isso, a produção foi obrigada a seguir por outro caminho.

Nada foi dado ao Miguel Raposo, ele concorreu e fez uma audição para ser o novo Goku e conseguiu o papel e mereceu a confiança para continuar com o papel, não só pelo profissionalismo, mas também porque é um verdadeiro fã do Dragon Ball, tal como todos nós

O Henrique tem os seus motivos para ter recusado retornar há uns anos atrás aquando do filme do Broly e eu entendo e respeito, no entanto, expor os mesmos da forma como o fez agora, quase que dá a sensação que ele queria muito muito, mas que a produção foi má porque não o convidaram. Este tipo de nuances no discurso faz com que os fãs menos informados (pois o país não segue em mainstream animação japonesa) se vire contra os novos actores que MUITO merecem o nosso apoio por continuarem a carregar a tocha.

Agradeço o Henrique e o restante elenco original pelo trabalho feito com muita paixão, mas quando optam por não voltar, não podem dizer que não foram convidados. Foram e rejeitaram.

Luis
Luis
Reply to  Príncipe Vegeta
24 , Agosto , 2022 14:08

Nem mais excelente texto 🙌

Ruben
Ruben
Reply to  Príncipe Vegeta
25 , Agosto , 2022 2:04

Ele não rejeitou nada em relação ao filme do Broly porque nem convite recebeu… Não fales do que não sabes.

Duarte
Duarte
Reply to  Ruben
25 , Agosto , 2022 3:18

Nem convite recebeu? Desde o momento em que abandonou a série dragon ball super a meio, ele deixou de ser a voz do Goku, e agora iam chama.lo denovo porque motivo? Se já teem uma voz para o Goku, não vão andar a alternar, se ele queria continuar não desistisse. Ou agora tá com falta de dinheiro, e o pouco que recebia até lhe dava jeito?

Príncipe Vegeta
Príncipe Vegeta
Reply to  Ruben
25 , Agosto , 2022 13:52

Por acaso até sei e de fonte segura por quem lá está neste momento. Ele foi convidado, mas a oferta era filme e série, mas o mesmo não aceitou porque não queria voltar as rotinas de dobragem porque tinha outros projetos que pagavam mais e não eram compatíveis com as gravações.
Sim, foi convidado e SIM, rejeitou o projeto.
O Miguel fez audição e entrou.
E mais te digo, o mesmo só foi informado do novo filme, o mês passado, pois até lá, estava completamente às escuras.
E mais te digo, o mesmo está cheio de trabalho e mesmo assim, desdobrou-se para voltar a ser o Goku.
Portanto não me acuses de não saber o que se passou, porque meu caro, se há alguém que tem informação privilegiada sobre as gravações do DB em Portugal, sou eu.