Fairy Gone: Episódio 7 – mais ineficiência

Artigo enviado por Jonh Vini.

Ok esse foi o pior episódio de Fairy Gone até agora, um episódio fraco que necessita do episódio anterior para ter alguma relevância pois basicamente episódio só serviu como complemento do anterior e do próximo pois tivemos as continuações dos casos do episódio passado, que foram as falhas do novos Drones-fadas e o caso do velho Warlock, o mafioso que possui relação com o governo e falando do governo, vocês lembram muito bem que os soldados-fada foram os responsáveis pela unificação, pelo nome é fácil relacionar ao exército, por tanto seria problema do exército, que possui seu próprio ministério, assim como os Drones-fadas então por que existe o ministério das fadas? Ok, as fadas possui bastante relevância, o suficiente para ter um ministério, mas primeiramente a pesquisa de fadas foi intensificada pelo exército para uso bélico, tanto que a fabricação desses novos Drones-fadas foi “feita” por eles para comemoração do decano do fim da guerra, então porque o ministério das fadas não é subordinada ao exército, assim não teríamos a necessidade de uma reunião dos dois vice-ministros de ambos os ministérios discutindo sobre o problema, tendo a Dorothea como mediadora, e vale salientar que a mesma possui um peso considerável na administração do império para a líder da mesma tenha o poder de neutralidade perante o ministério das fadas e do exército, e conversar diretamente com o primeiro-ministro sobre o assunto.

O poder do diálogo.
O poder do diálogo.

Continuando no caso dos Drones-fadas vemos que os membros da Dorothea estão agindo para tentar esclarecer o caso e depois de muita especulação e falas inúteis chegaram à conclusão que um antigo engenheiro de Drones-fadas, cujo o nome é Eddy Lloyd, estaria por trás de todos os problemas, colocando os pingos nos is, o engenheiro-chefe do novo modelo de Drones-fada era conhecido do Eddy, que fez o modelo antigo, o Eddy não aparecia no mapa há sete anos, mas nesse tempo ele adentrou da Arcane, uma das máfias desse mundo que o amigo do nosso protagonista está infiltrado e suspeitam que ela quer aprontar na comemoração do fim da guerra, mas sabemos muito bem que o meliante está dentro da oficina ajudando o atual engenheiro-chefe na cena posterior.

Olha a cara de suspeito.
Olha a cara de suspeito.

Já o outro problema envolve a Agridoce é justamente o suposto Folhetim Negro que está com Gilbert Warlock, o ouvido da máfia que a mesma está infiltrada, na primeira abordagem tivemos uma negativa dele, mas a Agridoce acertou de boa pois não poderia fazer nada sozinha contra um dos líderes da máfia, então entrou em contato com nossos heróis pelo o informante, aquele do episódio três e passado, pedindo ajuda, prontamente atendido pela Dorothea justamente pelo objetivo em comum, as agentes escolhidas foi o time do episódio passado (Ichigo e Karla), ao chegar lá a Agridoce consegue o que elas estavam procurando: a localização do Folhetim Negro logo após uma série de perguntas ao mafioso, mas a resolução desse caso ficou para o próximo episódio, mas no fim tivemos mais um Flashback contando um pouquinho do passado da Agridoce.

Sempre que vejo a Ichigo de azul sempre vem Kiss of Death na minha mente.
Sempre que vejo a Ichigo de azul sempre vem Kiss of Death na minha mente.

Falando agora dos personagens em si, pareciam robôs, incrível que nem precisaram o CGI para deixar as cenas realmente robóticas, o trecho que a movimentação dos personagens parecia natural foi justamente quando todos os membros da Dorothea estavam reunidos esperando novas ordens, sério eles parados são mais naturais que andando, fora que o roteiro está dando a entender que nessa primeira metade da obra teremos algo que grande que ocorrerá para que na segunda parte seja resolvida, pelo menos é três meses de distância, mais informações aqui.

Dinheiro público sendo bem gasto.
Dinheiro público sendo bem gasto.

Basicamente era isso que eu queria falar sobre esse episódio de Fadas foram, aqui é Jonh Vini e estou há espera vossos Feedbacks desse episódio e da review, não se afobem, discutir pacificamente é saudável e enriquece a vida e até mais.