Inuyashiki ep 6 e 7 – Antagonista descontrolado

Spoilers Alert!!

Depois de um ótimo episódio 5 que terminou de uma forma incrivel tivemos dois episódios seguintes ainda mais perfeitos, apesar de eu sentir que o anime tem desenvolvido muito mais o Hiro do que o próprio Ichiro, mas mesmo assim com tudo o que tem acontecido denteo de Inuyashiki eu acho praticamente impossível não gostar do anime…

Apesar de tudo o que foi feito pelo antagonista até agora, o anime faz com que nós tenhamos uma espécie de relação amor ódio com o Hiro, porque à medida que o episódios vão fluindo o enredo aprensenta-nos vários lados do protagonista. Ao início, tendo em conta o seu comportamento psicopata não tinha explicação aparente, ninguém se conseguiria apegar a ele, porém à medida que fomos descoberto os seus problemas e que o próprio Hiro se apercebeu do mal que andava a fazer, mesmo sabendo do mal que ele já tinha feito e consegui “perdoa-lo” e permitir que ele seguisse o seu caminho junto da sua mãe, mas já era tarde demais…

É óbvio que temos também que valorizar o material original, mas mesmo assim gosto bastante do trabalho feito pelo diretor ao longos destes 3 últimos episódios, onde o diretor tem praticamente brincado com os nossos sentimentos mudando constantemente de ponto de vista acontecendo tudo e mais alguma coisa na vida de Hiro… Quando parecia que tudo irá ficar bem na vida de Hiro, depois de este ter decidido parar de assassinar pessoas e que iria viver a sua vida descansada junto da sua mãe, vieram as consequências para as suas ações. Todos nós sabemos que as nossas ações tem consequências e mesmo que se tenha arrependido Hiro ia ter que se responsabilizar pelos seus atos… Mesmo que se o antagonista se deixasse “capturar” os desfecho seria o mesmo, mas seria a atitude mais honesta a se tomar… Depois da fuga do antagonista a comunicação social caiu toda em cima dos seus pais levando ambos a um enorme sofrimento, visto que o seu filho tinha cometido vários crimes horríveis, o que levou a sua mãe ao desespero e posteriormente o suicídio.

Para ajudar Hiro a sua admiradora, que foi rejeitada no episódio anterior decide ajuda-lo, deixando-o ficar em sua casa, acreditando cegamente no seu querido Hiro (o amor é mesmo cego), mas nem tudo foi mau porque o Hiro também se foi afeiçoado a Shion e a sua avó, tanto que no seu momento de raiva não teve a coragem de as matar. E, para quem diz que o antagonista é uma maquina sem sentimento é obvio que isso não é verdade ele demonstra sentimentos pela Mãe e pela própria Shio e sim, isso é bastante notório tendo em conta os seus momentos de raiva e as vezes que ele chora não é algo que uma maquina normal faça por isso podemos considera-lo uma maquina com mente humana, mesmo que a mente dele seja muito distorcida ele não deixa de ser humano.

Tivemos também no ep 6 uma explosão de sentimentos quando o protagonista descobre que a sua mãe se suicidou criando o verdadeiro ápice do seu desespero e loucura voltando então a ser pior do que era antes eliminando todos os que gozaram com a sua mãe descarregando a sua raiva, mesmo sabendo que aparte maior parte da culpa foi sua ele continua a matar um atrás de outro levando à frente todos os que gozarem com o nome da sua mãe…

No episódio 7 tivemos uma reconstrução do personagem que se encontra totalmente descontrolado e aos poucos, com a ajuda de Shio foi encontrado o seu caminho arranjando uma forma de compensar pelo mal que tinha feito… Mesmo que Hiro tenha entrado nos eixos, antes ainda teve uma tentativa desesperada para acabar com a vida de Shio, mas este após perceber que a pobre rapariga até momentos antes da morte ponha a vida dos outros á frente da sua Hiro decide continuar a sua vida junto de Shio e seguir um rumo diferente do que tinha traçado até à data… A concelho da sua nova amiga Hiro decide começar a curar as pessoas em vez de as matar para poder corrigir todos os seus erros… 

Não sei se sou só eu que tive essa impressão, mas vai acontecer algo com a Shio que vai levar à explosão final do antagonista e ai vai entrar o protagonista que durante estes dois episódios esteve completamente desaparecido. Apesar de já ter sido mostrado o protagonista como herói após salvar algumas pessoas ao longo da obra, neste caso a única ajuda será mesmo a morte de Hiro dando um fim a esta serie de assassinatos, mas mesmo assim eu não queria que ele morresse, visto que ele finalmente entrou nos eixos junto a Shio seria bom que isso funcionasse e que acabasse tudo bem, porem é obvio que mais tarde ou mais cedo o antagonista iria voltar a cometer os mesmos erro…

 

 

Algumas cenas interessantes:

Do pouco que apareceu…

Foge!!

Nojentos!!

Novidades…

Boa jogada… Boa jogada…

Não esperava começar a torcer por eles…

Ganda peido…