Komi Can’t Communicate 2: Episódio 3 (15) – Se aquecendo no frio

Artigo por Jonh Vini. Podem enviar os vossos artigos aqui.

Sempre vos digo que não sou um exemplo de memória, pois eu consumo muita coisa, mas normalmente não revejo as coisas que consumo, então por isso que minha memória de curto prazo é horrível, apesar que sempre tento ter um calendário definido, primeiramente com os animes que acompanho semanalmente e mais recentemente com sessões de estudo por que eu voltei a estudar, mas existem obras pelo qual possuo uma certa memória de elementos triviais como a Fate series, mas eu não me lembrava do segmento do treinamento da Omoharu e Yamai, mas o Tadano-sensei conseguiu gerir bem as duas, os as três já que o final a Komi entrou no grupo, mas como falei não me lembrava se era um capítulo direto do original ou foi criado diretamente pela produção, mas tenho certeza que foi muito engraçado, pois a dinâmica das membras do Perro Rabioso deveria ter sido introduzida desde a primeira “temporada”, mas a maneira que o relacionamento delas foram bem trabalhados de uma maneira harmônica com a narrativa, principalmente por possui muito humor entre as duas.

Não é possível.
Não é possível.

Mas uma coisa que me surpreendeu foi que decidiram empurrar a segunda parte da reunião para esse episódio, me lembrava que isso também aconteceu no original, mas pela proximidade dos capítulos dava uma sensação de continuidade entre eles, mas, pelo menos, eles conseguiram contemplar as garotas restantes e meu desejo de ter uma câmera em primeira pessoa, sim o que eu queria falar no texto passado era em uma câmera em primeira pessoa, pelo menos conseguir me corrigir neste texto, fora que outra coisa que eu disse lá foi justamente a imaginabilidade que o autor exemplificado nas narrativas desse capítulo, primeiramente na Nene, posteriormente com a Otori e da falsa Komi, foco na Nene, pois aparentemente o autor gosta bastante da personagem.

Não é o único.
Não é o único.

O Segmento do Katai foi delicioso, além dos almoços, pois a ambientação dúbia que o anime colocou no personagem se manteve nesse episódio, só que as ações do Tadano ficaram mais claras em relação ao primeiro episódio e não achem estranho as ações dele, pois desde o primeiro episódio o poder do Tadano foi falado, só que agora, claro que isso existia desde a primeira “temporada”, esse poder está mais vocalizado, ou não vocalizado já que o Tadano-kun apenas age, sem necessidade de um contexto prévio da narrativa, todavia o que marcou nesse segmento foram as emoções do Katai e sua mestra que novamente foram potencializadas graças a produção, que falo novamente que é apaixonada pela obra para conseguir entregar algo divino para obra, talvez eles sejam amigos(as) de Najimi que também aproveitou para se divertir no almoço.

Uma conversa em alto nível.
Uma conversa em alto nível.

Vocês gostam de beber ou comer algo quente no frio? Bem aqui no hemisfério sul faz frio no meio do ano e aqui especificamente em julho ocorre o são João, então várias comidas baseadas em milho são feitas e muitas delas são quentes então junta a fome(literalmente) com a vontade de comer, mas sempre achei estranho o fato que no Japão eles comerem batata-doce como uma iguaria de rua, claro que talvez pelo fato de ser uma convolvuláceo pouco comum no país do sol nascente, mas nunca consigo ver uma batata-doce quente na rua, só que termos a Komi comendo, então as coisas são diferentes.

Pera ae trio!
Pera ae trio!

O encontro do nosso casal principal marca algo que tanto gosto do anime, pois Komi-san é uma obra que possui romance, mas diferente de outras obras desse gênero, a narrativa constrói esse sentimento nos personagens de maneira natural, gradual e humano, pelo fato que romance não está atrelado na sua premissa permite que sua obra exemplifica que seus personagens são humanos, ignorando os conceitos dos personagens, pois seus sentimentos são desenvolvidos de maneira natural, através de eventos marcantes para a vida deles e não apenas no mito da paixão à primeira vista como muitas obras de romance se fundamentam, por isso que quando falei da primeira review que Komi-san era uma obra de comédia, pois é o elemento central que unifica os personagens: uma comédia escolar, mas escolas também permite existir sentimentos românticos, seja apaixonantes como é nos segmentos do concelho, seja por momentos românticos como foi o último segmento do episódio, pois é claro que os personagens se gostam, são amigos e amizade só é construída por compartilhamento de sentimentos “gostáveis”, mas um namoro exige mais que apenas gostar das mesmas coisas, pois é necessário uma criação de confiança entre as duas pessoas e confiança não é simplesmente criada, mas sim desenvolvida, pois relacionamentos românticos não é apenas construída por amor, mas sim por respeito, consideração e outros elementos que Rikekoi apresenta fundamentos científicos para esse sentimento, então não delongarei e falar que basicamente esse segmento confirma o Shipp inicial da obra, mas não é o suficiente para começar algo, pois o mangá tem 350 capítulos e para o anime alcança será necessário mais quatro temporadas, todavia o que espero no próximo episódio é justamente a festa de aniversário de nossa deusa, para que nós celebramos o Natal de maneira correta.

Nem parece que estão fazendo altas safadezas no mangá.
Nem parece que estão fazendo altas safadezas no mangá.

Basicamente era isso que eu tinha para falar do episódio do anime da Nossa Imaculada Senhorita/Rapariga, pois irei tentar fazer algo mais complexo no próximo review, aqui é Jonh Vini essa foi a minha review desta série, estou à espera dos vossos Feedbacks do episódio e da review para melhorar minha escrita para vocês, não se afobem pois arrependimento mata, vamos discutir pacificamente, sem puxar palavras de baixo calão já que como podem ver eu não desferir nenhuma contra vocês, fora que é saudável porque enriquece a vida de todos, dúvidas ou questionamentos da obra serão sanadas nos seus comentários e até mais.

Pessoal do Mangá, Está acontecendo!
Pessoal do Mangá, Está acontecendo!
Subscreve
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments